Morreu a pessoa mais idosa do mundo

Pedro Santos

Antes de as mulheres ganharam o direito de votar em 1920, Besse Cooper juntou-se ao movimento sufragista.

A senhora Cooper votou em todas as eleições, após a 19ª Emenda ter sido aprovada.

Ela morreu esta terça-feira, com 116 anos de idade e é apenas uma das oito pessoas, reconhecidas pelo Guinness World Records por terem vivido tanto tempo.

O seu filho Sidney disse que a sua mãe tinha tido o cabelo arranjado por uma cabeleireira na terça-feira de manhã, no lar onde viveu nos últimos 11 anos, mas que tinha começado a sentir dificuldades em respirar.

Ela morreria mais tarde no seu quarto, de forma tranquila, disse ele.

Quando perguntaram qual o segredo para uma vida tão longa, a senhora Cooper disse ao site do Guinness no início deste ano: “Eu cuido da minha vida e eu não como “comida de plástico”.

Sidney Cooper, 77, disse que a sua mãe era uma mulher forte e determinada e que, tal como o professora de escola que foi, ela era muito disciplinada.

Ela era justa e honesta, disse o filho, mas “quando ela dizia que era preciso fazer, era melhor fazê-lo mesmo.”

Besse Cooper nasceu no Tennessee (USA), em 26 de agosto de 1896. Ela começou a ir para a escola aos 5 anos.

Quando ela se formou, ela conseguiu um emprego a ganhar 35 dolares por mês. Mas quando um amigo lhe disse, que ela poderia ganhar mais na Geórgia, ela conseguiu um emprego em Monroe a ganhar o dobro.

Ela casou-se com Lutero Cooper em 1924, que viria a morrer em 1963. Ela nunca se casou novamente.

Sidney Cooper afirmou que a sua mãe sempre lhe disse que os seus melhores anos foram quando ela estava nos 80s.

Ela gostava de ver as notícias na televisão e era muito inteligente, disse o seu filho.

Com a detioração da visão ela deixou de ler a Bíblia. Mas para além dos poucos problemas cardíacos, ele estava com uma saúde incrível. Nunca se queixava com dores, nem mesmo nos seus dias finais.

Besse Cooper ganhou a distinção do ser humano vivo mais velho do Guinness World Records, em janeiro de 2011.

Ela passou  para segundo lugar na lista, quando o Guinness World Records, encontrou uma mulher no Brasil, que era 48 dias mais velha, mas Maria Gomes Valentim morreu em junho de 2011, poucas semanas antes de seu 115º aniversário.

A pessoa mais velha que já existiu, de acordo com o Guinness World Records, foi Jeanne Louise Calment. Ela morreu no sul da França, em 1997, com a idade de 122.

Besse Cooper deixa quatro filhos, 11 netos, 13 bisnetos e dois tetranetos.

O autor

Related Posts