Os 5 mitos de beleza que você não conhece

21 Mai, 2013

Conheça aqui quais os mitos de beleza que você não sabe quais são.

 

Todas as pessoas já receberam ao longo da sua vida conselhos de beleza, no entanto, nem sempre estão corretos. Por vezes, até cresce com eles, uma vez que provêm das mães ou das avós. Mas existem alguns deles que não devem ser seguidos, porque são mitos.

Um deles está relacionado com o tratamento dos pés, que muitas vezes são esquecidos. No entanto, com certeza que já deve ter ouvido falar sobre lixar os pés, principalmente na zona do calcanhar. Este é um mito.

Lixar os pés é uma agressão para a nossa pele, e o nosso organismo vai interpreta-lo também dessa forma. Com o objetivo de proteger aquela área atacada, irá formar rapidamente uma pele ainda mais consistente.

Os 5 mitos de beleza que você não conhece

Outro mito relacionado com o lixamento, encontra-se relacionado com as unhas. Saiba que ao realizar esta ação, vai provocar um afinamento nesta, o que consequentemente irá provocar o seu enfraquecimento. Apesar de puder deixar o seu verniz muito mais bonito, pense duas vezes antes de o fazer, porque com a redução da força podem surgir a formação de lascas e a sua quebra frequente.

Cortar o pelo com lâmina deixa-os mais grossos. Mentira! A única coisa que este objeto faz é cortar o pelo pela sua metade, deixando a sua raiz no interior da pele.

Os 5 mitos de beleza que você não conhece

Se já ouviu dizer que a água fria deixa o cabelo mais brilhante, não foi a única de certeza. Mas esta afirmação é um mito, apesar de ter uma pontinha de verdade. O que acontece, é que a quando lava o seu cabelo com a água extremamente quente, o seu brilho diminui. Mas não é preciso lavar o cabelo com água gelada para que isso não aconteça, basta fazê-lo com água morna.

Ao contrário do que pode pensar, retirar o pelo da sobrancelha com cera não é o melhor. Este pode até ser o método mais prático, no entanto, o fato de a pele ser repuxada só lhe vai causar flacidez, já que nesta área ela é muito fina e sensível.

 

 

O autor

Related Posts