COMPLEXO MAGAZINE.pt - Revista Digital Descubra o que o seu mau hálito revela

Descubra o que o seu mau hálito revela

Teresa Brito

Tem medo de falar com outros ou beijar o namorado por causa de um hálito estranho? Saiba aqui como resolver o problema.

 

Na maioria dos casos, um hálito duvidoso tem uma razão simples – algo que comemos ou dentes mal escovados. No entanto, por vezes o mau cheiro persiste ou aparece com alguma frequência, e isso pode ser um sintoma de alguma doença, pois esta impede que as bactérias responsáveis pela dissolução da comida que ingerimos não o conseguem fazer da melhor forma e esta deixa portanto um cheiro químico na boca.

Para saber se o seu hálito é causado por algo mais grave – e deve ser analisado por um médico ou dentista – deixamos alguns exemplos.

Descubra o que o seu mau hálito revela

Hálito doce
Ter um sabor ou cheiro marcadamente doce na boca é um possível sintoma de diabetes tipo 1. Isto acontece porque a ausência de insulina obriga o organismo a usar gordura em vez de açúcar para produzir energia, e portanto este é condensado em desperdícios e exalado.
A solução é consultar o médico, particularmente se tem sede excessiva, cansaço, perda de peso ou excesso de urina.

Cheiro a bolas de naftalina
Hálito semelhante a naftalina é comum em pacientes com problemas peitorais ou respiratórios, pois o muco contem proteínas que não sendo devidamente absorvidas pelo corpo dão origem ao cheiro desagradável e bem distinto.
A solução é usar um descongestionante e ir ao médico para começar o tratamento se suspeitar que possa sofrer de sinusite.

Descubra o que o seu mau hálito revela

Leite estragado
Uma dieta alta em proteína mais baixa em hidratos de carbono pode causar um hálito azedo, semelhante ao cheiro de leite estragado.
A causa é um processo semelhante ao que descrevemos para a diabetes, e a má notícia é que não vai passar com simples limpezas.
A solução é simples: consumir mais hidratos de carbono, ou seja fazer uma dieta equilibrada.

 

Carne podre
Este cheiro sulfúrico pode ser sinal tanto de amigdalite como de cirrose, no entanto a primeira é mais comum e provável. A razão é muito simples: as bactérias responsáveis pela dissolução dos nutrientes encontram-se junto a e dentro das amígdalas. Se estas estiverem inflamadas, as bactérias não fazem o seu trabalho, e o resultado é o desagradável mau hálito.
A solução, na maioria dos casos, é apenas manter-se hidratado e esperar que o período passe. Adicionalmente, pode ir desinfetando a boca com um antissético suave.

 

Hálito matinal
Normalmente, ninguém acorda com um hálito fresco, mas o problema é simplesmente resolvido lavando os dentes. Se o mau cheiro persiste. No entanto, isso é sinal de uma boca seca, ou seja, que não produz saliva suficiente, e portanto as bactérias acumulam-se e produzem o mau hálito.
Se os níveis de saliva normais não forem repostos, as consequências podem incluir doenças nas gengivas e apodrecimento dos dentes, entre outras.
A solução é estar atento a outros sintomas, com lábios gretados, excesso de sede ou garganta seca e consultar o médico.

Descubra o que o seu mau hálito revela

Boca que cheira a peixe
O hálito a peixe é causado pelo excesso de nitrogénio, que por sua vez é causado por problemas nos rins.
A solução é apenas consultar o médico e fazer exames aos rins.

 

Fezes
Sim, o hálito pode ter um cheiro semelhante ao de fezes, e quem já passou por isso sabe-o bem. A razão é provavelmente uma infeção nas gengivas, pois a degradação dos tecidos imita o cheiro das fezes devido à produção de químicos feita pelas bactérias que infectam a área.
Por incrível que possa parecer, esta é a infeção mais comum nas sociedades modernas, e embora possa ser causada por problemas intestinais, na maioria dos casos é simplesmente motivada por higiene oral deficiente.
A solução é a mais simples de todas: lavar os dentes regularmente e com cuidado, usar fio dental e consultar o dentista com frequência.

O autor