Início Acontecimentos A estátua Renascentista e as suas possíveis cuecas

A estátua Renascentista e as suas possíveis cuecas

87
0
A estátua Renascentista e as suas possíveis cuecas

Os moradores de uma cidade japonesa mostram o seu desagrado no que diz respeito a uma das maiores obras Renascentistas.

 
Toda a glória e imponência que Michelangelo quis retratar na sua escultura original, está agora a ser ‘diminuída’. Isto porque os habitantes de uma pequena vila no Japão chamada Okuizumo, pedem a colocação de umas cuecas à estátua, por esta revelar demasiado os órgãos sexuais. Este pedido é suportado pela lei nipónica que proíbe a representação dos órgãos genitais.

Esta estátua foi uma oferenda de um milionário residente da região, juntamente com uma Vénus de Milo, para serem apreciadas num parque desta vila, conhecido por ser ótimo para praticar desporto e passeios em família. Mas as estátuas com uns impressionantes cinco metros de altura têm produzido efeitos contrários aos esperados. Ou seja, os habitantes temem-nas por serem demasiado grandes e crêem que as crianças não irão beneficiar com a sua presença, podendo até terem um efeito negativo nas mesmas.

Num país em que a pornografia é extremamente difundida e produzida (embora a lei indique a proibição visual e  integral dos órgãos, que não seja manipulada, normalmente através da pixelização da imagem) a Câmara desta vila espera que as obras de arte ainda possam ser apreciadas e que se tornem assim um ponto de atração turística.

Vindo de um país onde se comem ovas de polvo, o pedido de um par de cuecas para uma estátua não parece assim tão bizarro. E esperemos que a original que se encontra em Florença não passe pelo mesmo julgamento.

A estátua Renascentista e as suas possíveis cuecas