Início Especial Mundial 2014 Abertura do Mundial causa controvérsia

Abertura do Mundial causa controvérsia

174
0
Abertura do Mundial causa controvérsia

Ainda só houve um dia de Mundial 2014, e mesmo assim o evento já está envolto em vários tipos de controvérsia.

 

O Mundial 2014 ainda não tinha arrancado e já era um evento que reunia poucos consensos. Agora, apenas com um dia de torneio, a controvérsia tem escalado rapidamente.

No dia em que o maior evento do mais popular desporto do mundo chegou ao Brasil, as opiniões sobre a organização do evento e os compromissos assumidos pelo país, onde a pobreza ainda reina, dividem-se.

Abertura do Mundial causa controvérsia

Se por um lado existiram as muito sérias, e já esperadas, manifestações nas ruas de São Paulo, onde ocorreria a Cerimónia de Abertura e o jogo inaugural entre Brasil e Croácia, deixando destruição e vários feridos, várias seleções protagonizaram momentos caricatos.

Depois de assistirmos pela TV a invasões nos treinos de Portugal e da Argentina, e de um jovem brasileiro partilhar uma colecção de ‘selfies’ tiradas com os jogadores ingleses, dentro do hotel onde estavam hospedados, será de questionar a segurança que envolve os protagonistas do maior evento de futebol a nível mundial.

Abertura do Mundial causa controvérsia

Mas essa não é a única coisa questionável durante o primeiro dia do Mundial do Brasil. A própria cerimónia de abertura conseguiu fazer levantar bastantes sobrancelhas e deixar o mundo perplexo.

O evento de meia hora, que apesar de mais curto do que outros – veja-se o da África do Sul, por exemplo – começou atrasado, tendo tido início mais perto das 19h20 de Portugal do que das 19h15 a que era suposto ter começado, e mesmo sendo elaborado com uma simplicidade infantil, custou 16 milhões de reais, e mesmo assim deixou o mundo inteiro desiludido.

O espetáculo consistiu, basicamente, de uma bola com efeitos, que transmitia imagens, enquanto os vários grupos iam fazendo as suas coreografias em redor. As ditas coreografias, plenas de simplicidade, faziam alusão às tradições e identidade brasileiras, incorporando vários estilos de dança. A primeira parte do pequeno espetáculo, dividido em dois atos, teve como tema a natureza. A segunda, com um ar mais moderno, mais inspirado nas ruas, teve como tema o futebol, representado por bailarinos com capacetes em forma de bolas e ‘habilidosos’ a mostrar os seus dotes para a modalidade.

Abertura do Mundial causa controvérsia

O momento mais significativo da cerimónia, que não teve direito a discursos cerimoniais, deveria ter sido, no entanto, o do pontapé inicial simbólico, dado por um menino tetraplégico com a ajuda de um robô. O momento, apesar de descontextualizado, poderia ter sido bonito, se os espectadores o tivessem efetivamente visto.

Mas apesar de tudo, talvez pior do que não ver, seria não ouvir. E foi isso que aconteceu quando a bola no centro do estádio se abriu para dar lugar ao momento da noite, aquele em que Jennifer Lopez, Pitbull e Claudia Leitte cantaram a música oficial do Mundial. As estrelas estavam preparadas para a ocasião, e o público retribuiu o entusiasmo de JLo, mas é duvidoso que a tenha ouvido com o microfone desligado.

Abertura do Mundial causa controvérsia

A festa do futebol propriamente dita, começou, no entanto, em beleza para os brasileiros, pois apesar de ter sofrido o primeiro golo da Copa, a ‘Canarinha’ venceu sobre a Croácia por 3-1.

Infelizmente, os resultados da equipa não apagam a desilusão dos brasileiros com a organização, com o seu país, e sobretudo, com a FIFA, razão pela qual um segmento do programa ‘Last Week Tonight with John Oliver’, da HBO, está a tornar-se viral pela Internet.

Se é aficionado do futebol e ainda não percebeu as razões do descontentamento dos brasileiros, este é um vídeo a não perder. E se está descontente, é algo que seguramente vai querer partilhar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui