Início Nutrição Conheça os benefícios do iogurte

Conheça os benefícios do iogurte

103
0
Conheça os benefícios do iogurte

Da perda de peso à fertilidade, os benefícios deste alimento são os mais variados.

 

Podemos, sem dúvida, agradecer aos búlgaros por terem criado o iogurte! Entre tudo o que conseguimos obter de bom ao consumi-lo, o seu sabor e a sua textura cremosa são apenas a cereja no topo do bolo.

O nosso organismo necessita de ter “bactérias boas” no trato digestivo, bactérias essas que são utilizadas para fazer muitos iogurtes.

Investigadores da Universidade de Harvard analisaram atentamente este alimento e, depois de observados e estudados os hábitos de vida e alterações de peso referentes a mais de 120 mil pessoas, ao longo de 20 anos, concluíram que o iogurte era um alimento sempre presente na dieta dos que conseguiram emagrecer.

Conheça os benefícios do iogurte

Mariana Del Bosco, nutricionista, refere que este efeito se deve ao cálcio: “Uma das hipóteses é que o nutriente estimularia a queima de gordura e, ao mesmo tempo, evitaria que se acumulasse pelo corpo”.

De modo a melhor entender os resultados obtidos no estudo de Harvard, uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts conduziu um trabalho com camundongos (roedores) (40 machos e 40 fêmeas), na qual metade era alimentada com fast food e a outra metade seguia uma alimentação normal. Em cada um dos grupos, metade consumiu ainda iogurte probiótico (com muitas “bactérias boas”). Os resultados revelaram que aqueles que consumiram o iogurte acabaram menos gordos, mas o mais impressionante foi aperceberem-se de que os machos que tinham comido iogurte possuíam os testículos mais pesados do que os dos que seguiam uma dieta normal ou à base de comida de plástico. Para além disso, esses animais engravidavam as fêmeas mais rapidamente. Susan Erdman, uma das líderes do projeto, explica: “a nossa suposição é que as bactérias do iogurte foram capazes de equilibrar o organismo dos bichos como um todo”.

Observou-se ainda que as fêmeas que comeram iogurte deram à luz grandes ninhadas e conseguiram desmamar as crias com sucesso. Outra das observações prendeu-se com o pelo dos animais: os que consumiram o alimento apresentavam pelo muito mais brilhante. Susan refere, entusiasmada, “está aí uma possibilidade bem animadora: manter uma aparência jovial com o consumo de iogurtes probióticos”.

É importante ter consciência de que nem todos os iogurtes são probióticos, pois as duas bactérias que fermentam o leite não sobrevivem à passagem pelo estômago. Maricê Nogueira de Oliveira, professora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo, avisa que “Para ganhar tal definição, o produto precisa concentrar essa dupla e pelo menos 100 milhões de outros micro-organismos por porção. Por isso, fique atento ao rótulo”. A especialista está a dar início a uma investigação onde analisa a relações desses micróbios com a perda de peso, já tendo sido feitas algumas descobertas. “Sabe-se que a obesidade também é resultado de uma inflamação nas células intestinais. Ao que tudo indica, os probióticos são capazes de aliviar o quadro. Como consequência, ocorre perda de peso”, descreve Maricê Nogueira de Oliveira.

Um estudo publicado na revista científica British Journal of Sports Medicine veio ainda divulgar que, para além de ajudar a emagrecer, existem determinadas estirpes de bactérias que fortalecem o nosso sistema imunológico. Nesta investigação, vários atletas de alta competição sentiram menos sintomas de gripe e tosse depois de consumir probióticos do tipo Lactobacillus casei. Yasumi Ozawa Kimura, farmacêutica e investigadora da Yakult, empresa multinacional japonesa de produtos alimentícios, explica que “eles estimulam zx nossas células de defesa, deixando-as mais preparadas para combater vírus e bactérias perigosas”.

O iogurte deve ser consumido diariamente e, segundo Mariana Del Bosco, “o tipo desnatado é o mais interessante, já que não tem gorduras”, ficando ao seu critério o sabor ou as formas como o consome.

Conheça os benefícios do iogurte

Existem ainda mais alguns benefícios que pode obter se consumir iogurtes:

Pode ajudar a prevenir a Osteoporose

De acordo com Jeri Nieves, doutorado e director da área de testes de densidade óssea no Hospital Helen Hayes, em Nova Iorque, “a nutrição adequada desempenha um papel importante na prevenção e tratamento da osteoporose, e os micronutrientes de maior importância são o cálcio e a vitamina D”.

Pode ajudar a reduzir o risco de hipertensão arterial

Um estudo que durou cerca de dois anos abrangeu mais de 5.000 jovens universitários espanhóis e descobriu uma ligação entre o consumo de alimentos lácteos e o risco de hipertensão arterial. Alvaro Alonso, doutorado e investigador no departamento de epistemologia em Harvard School of Public Health afirmou: “observamos uma redução de 50% no risco de desenvolver hipertensão arterial entre pessoas que consomem 2-3 porções de produtos lácteos com baixo teor de gordura por dia (ou mais), comparativamente com os que não ingerem qualquer produto lácteo”.

Apesar da maioria dos produtos lácteos consumidos no estudo ter sido leite, Alavaro acredita que o mesmo efeito será conseguido com o consumo de iogurte magro.

Iogurtes com culturas ativas (probióticos) são benéficos a nível intestinal

Os iogurtes probióticos podem ser benéficos em certos problemas gastrointestinais. De acordo com os investigadores do departamento Jean Mayer U.S., do Agriculture Human Nutrition Research Center, alguns exemplos são:

  • Intolerância à lactose
  • Prisão de ventre
  • Diarreia
  • Cancro do cólon
  • Doença inflamatória intestinal
  • Infeções por H. pylori

Acredita-se que estes benefícios se devam a:

  • Alterações da microflora intestinal
  • O tempo que a comida leva a percorrer o intestino
  • Fortalecimento do sistema imunológico do organismo

Iogurtes com culturas ativas reduzem o risco de infeções vaginais

A candidíase é uma infeção bastante comum nas mulheres com diabetes. Num estudo realizado a sete mulheres que sofriam de candidíase crónica, foi-lhes pedido que consumissem um iogurte por dia (probiótico ou não) e foi possível analisar que as mulheres que ingeriram iogurtes probióticos viram o seu pH vaginal descer de 6.0 para 4.0 (sendo o normal 4.0-4.5), bem como uma redução a nível de candidíases, enquanto as que ingeriram iogurtes não probióticos permaneceram com um pH de 6.0.

O iogurte contribui para que se sinta satisfeito

A Universidade de Washington, em Seatle, realizou um estudo onde analisou o apetite, a saciedade e as calorias ingeridas na refeição seguinte em 16 homens e 16 mulheres que ingeriam 200 calorias ao lanche. Esse lanche podia ser:

  • Iogurte semissólido com pedaços de pêssego e comido à colher
  • O mesmo iogurte em estado líquido
  • Uma bebida láctea com sabor a pêssego
  • Sumo de pêssego

Apesar do facto de que aqueles que consumiram os iogurtes não ingeriram menos calorias na refeição seguinte, ambos os lanches à base de iogurte resultaram em menos apetite e maiores taxas de saciedade, relativamente aos outros lanches.

Só tem boas razões para não deixar o iogurte fora da sua dieta! Delicie-se enquanto cuida da sua saúde…

 

Fontes:

  • Revista Saúde – “Os benefícios do iogurte”
  • WebMD – “The Benefits of Yogurt”