Início Cultura e Lazer Diogo Infante retorna a Eric Bogosian dez anos depois

Diogo Infante retorna a Eric Bogosian dez anos depois

127
0

Espetáculo ‘Preocupo-me, logo existo’ está em cartaz no Cinema São Jorge

 

Após dez anos do estrondoso sucesso com ‘Drogas, Sexo e Rock and Roll’, de Eric Bogosian, Diogo Infante apresenta ‘Preocupo-me, logo existo’, do mesmo autor, no Cinema São Jorge, até o dia 8 de Agosto. O espetáculo acontece de quinta a sábado, às 22:00 horas, e domingo, às 17:00 horas. Os bilhetes custam 12,5 euros.

Durante oitenta minutos o ator irá encarnar oito personagens, que em tom provocatório expõem tabus e realizam uma crítica ferrenha à sociedade moderna. Os oito personagens são pessoas comuns, facilmente reconhecíveis à medida que o artista vai revelando as características de suas personalidades. Poderia ser qualquer um, alguém na rua, um conhecido e até você mesmo. A metamorfose do ator em oito personagens distintos dá-se de forma gradativa e pontual. Em comum, a apatia generalizada, violência, ganância, drogas, religião, a procura pelo sentido da vida, todos temas vividos rotineiramente por qualquer ser humano. A reflexão dos personagens transporta os espectadores para as suas próprias reflexões, sobre o seu papel no mundo.

Diogo Infante retorna a Eric Bogosian dez anos depois

Com vinte e cinco anos de carreira, Diogo Infante estreou-se nos palcos profissionais à grande, com a peça ‘As Sabichonas’, de Moliére, dirigido por Ruy de Matos, no Teatro Nacional D. Maria II, em 1989. Integrou o Teatro Experimental de Cascais, com Carlos Avilez. No Teatro Aberto participou em ‘Ópera dos Três Vinténs’, de Brecht, em 1992. Voltou ao Teatro Nacional com a peça ‘Rei Lear’, de Shakespeare, na encenação de Richard Cottrell, em 1998. Entre as suas participações no cinema merecem destaque: ‘Nuvem’, de 1992; ‘Tentação’, de 1997, ‘A Sombra dos Abutres’ de 1998; ‘Brava Gente Brasileira’ de 2000; e ‘Manô’, de 2005. A televisão também contou com a presença do ator em diversas novelas e séries.

Diogo Infante venceu os Globos de Ouro de 1996 e 1998 na categoria Melhor Ator de Cinema e em 1999 recebeu o prémio de Melhor Ator de Cinema no Festival de Gramado. O espetáculo ‘Preocupo-me, logo existo’ conta ainda com cenografia e direção de Natália Luiza, tradução do próprio Diogo, desenho de luz de João Cáceres Alves e Música de João Gil. A peça foi apresentada em Macau, onde encerrou no dia 25 de Junho passado a quinzena da cultura portuguesa naquele território.