Início Cultura e Lazer Estreias da Semana: Ferrugem e Osso

Estreias da Semana: Ferrugem e Osso

156
1

Perda e Amor – Um homem desprovido do universo sentimentalista encontra a uma mulher que acredita ser meramente sua e dá-lhe uma razão para continuar a viver.

Ali (Matthias Schoeanaerts) é um antigo lutador de boxe que não sabe lidar com as emoções. Não tem compaixão para com os entes queridos – nem sequer para o próprio filho de 5 anos. Vive num mundo visceral e atabalhoado, onde parece que tudo o que acontece fora do ringue lhe foge do controlo e simplesmente não consegue lidar com as adversidades que se lhe vão batendo à porta do dia a dia. Desempregado e com Sam a seu cargo, tenta sair do casulo desamparado em que se encontra e abandona a Bélgica para ir viver para o Sul de França para casa da irmã (Corinne Masiero) e do marido, numa pequena cidade perto do mediterrâneo.

Tudo parece estar a correr tudo de feição nesta nova vida e oportunidade, que o destino brindou a Ali; até se meter numa confusão numa discoteca e iniciar aquele que parece ser um ciclo vicioso e que teima em não o abandonar.

Stephanie (Marion Cotillard) é uma treinadora de orcas no Marineland. É uma mulher com um caráter forte e destemido, que gosta de provocar os homens e de sentir que está em controlo. Não tem qualquer pudor em seduzir o sexo oposto e tirar proveito disso; apenas, no final, sente-se aborrecida e deixa de acreditar no que tem em frente. Até encontrar Ali e a sua rispidez desprovida do sentimentalismo profano e simplório.

Assumindo uma relação, esta é posta à prova quando Stéphanie é vítima de um acidente que a remete para a cadeira de rodas. Ali é um homem que tem o sonho de vir a ser uma estrela no kickboxing e pouco ou nada lhe passa na cabeça para além disso; ela, perde o desejo e o fogo que existia em si para viver depois da fatal ocorrência. Porém, é nessa diferença de ambos que vai residir a maior contra resposta a esta adversidade que se lhe opôs no caminho. É um choque entre o lado emocional esmagado e a resiliência em lidar com a debilidade física que os faz continuar a viver.

Jaques Audiard assume a realização e assina o argumento com Thomas Bidegain, que marca o regresso da dupla que em 2009 trouxe “Um Profeta”, nomeado para a categoria de Melhor Filme Estrangeiro (que iria para o filme do argentino “O Segredo dos Seus Olhos”) e que levou a que Marion Cotillard recebesse a nomeação para Melhor Atriz na última edição dos prémios BAFTA.

Título Original: De rouille et d’os
Ano: 2012
País: França
Duração: 120 min
Género: Drama, Romance
Realizador: Jacques Audiard
Actores: Marion Cotillard, Matthias Schoenaerts, Armand Verdure

IMDb: 7,5
Complexo Magazine:

1 COMENTÁRIO

  1. […] – O Infiltrado”, “Robô & Frank”, “A última vez vi Macau”, “Ferrugem e Osso”, “Vigarista à Vista”, “The Tall Man – O Homem das Sombras”, e […]