Início Acontecimentos Fifa ameaça suspender a Taça das Confederações

Fifa ameaça suspender a Taça das Confederações

113
0
Fifa ameaça suspender a Taça das Confederações

Manifestações continuam a tomar conta do Brasil e Fifa ameaça suspender a Taça das Confederações.

 

Cerca de 1 milhão e 250 mil pessoas foram às ruas em várias cidades do Brasil para manifestar-se contra o mau uso do dinheiro público e a corrupção no país. As manifestações foram na maioria dos casos pacíficas, mas houve confronto entre policiais e pequenos grupos de anarquistas que tentavam destruir tudo o que viam pela frente. O prédio do Itamaraty, em Brasília, onde funciona o Ministério de Relações Exteriores, chegou a ser atacado e houve um princípio de incêndio que foi imediatamente controlado. Políciais usaram gás lacrimogéneo, gás pimenta e munição de borracha. Diante da situação a Fifa (Federação Internacional de Futebol) pondera suspender a Taça das Confederações, marcada para terminar no dia 30 de Junho.

A presidente Dilma Rousseff cancelou uma viagem que faria ao Japão e pediu que todos os ministros permanecessem em Brasília onde acontecerá uma reunião nesta sexta-feira (21). A primeira morte desde que os protestos começaram foi registada no interior de São Paulo, onde um jovem foi atropelado quando tentava bloquear uma estrada em conjunto com outras pessoas. A série de protestos teve início como reação ao aumento das tarifas dos transportes públicos em São Paulo e Rio de Janeiro e espalhou-se pelo Brasil, tornando-se um movimento plural que exige o fim da corrupção e da violência policial, melhorias no transporte, na saúde, na educação e os gastos excessivos com a Copa do Mundo.

Fifa ameaça suspender a Taça das Confederações

Taça das Confederações – Por causa dos protestos que acontecem em todo o país, a Fifa ameaçou cancelar a Taça das Confederações. A entidade já teria inclusive informado oficialmente a presidente do Brasil que caso o país não ofereça segurança e algum membro da Federação, das seleções ou da imprensa internacional sofrer algum novo tipo de violência, a competição será suspensa.

Argumentos que convençam a Fifa a prosseguir com a competição estão na pauta de reunião que Dilma Rousseff realiza nesta sexta-feira com os ministros de Estado. Se a Taça das Confederações for suspensa, o país poderá perder o direito de sediar o mundial do ano que vem e o governo brasileiro terá que arcar com eventuais prejuízos à entidade máxima do futebol.

O debate sobre o possível cancelamento do evento teve início na quinta-feira (20) com as proporções tomadas pelos protestos e o clima de insegurança que as seleções passaram a sentir em solo brasileiro. A equipa da Itália já teria solicitado às autoridades a volta para o seu país. Em Salvador, após o impedimento de chegar à Arena Fonte Nova, os manifestantes tentaram invadir o hotel onde membros da Fifa estão hospedados e apedrejaram dois autocarros da entidade.

Fifa ameaça suspender a Taça das Confederações
Autocarro da Fifa apedrejado

Ontem, a Federação confirmou que seis jogadores da Seleção da Espanha, entre eles Piqué, foram furtados no hotel em que estiveram hospedados no Recife, no estado de Pernambuco, onde a equipa se estreou na competição. Os atletas haviam deixado dinheiro nas suas carteiras ou envelopes, os demais guardaram no cofre ou nas suas próprias bagagens.

Joseph Blatter – Ao contrário do que estava previsto, Joseph Blatter, presidente da Fifa, não ficará no Brasil até o final do evento desportivo. Ele terá embarcado para a Turquia onde irá acompanhar a abertura do Mundial Sub-20, mas antes de embarcar o dirigente deu uma declaração que irritou aos brasileiros.’O futebol é mais forte que a insatisfação das pessoas’, afirmou referindo-se as manifestações. Blatter foi mais além e deu atender que não se sente seguro no país. ‘Nós (Fifa) vimos isto também na Turquia, mas confiamos plenamente nas autoridades’, ressaltou.

Fifa ameaça suspender a Taça das Confederações
No Ceará mulher pede melhorias para a educação