Início Cultura e Lazer ‘Geisha’ transforma a música Japonesa de forma inesperada

‘Geisha’ transforma a música Japonesa de forma inesperada

165
0
'Geisha' transforma a música tradicional japonesa de forma inesperada

Kiwi é a voz que comanda uma viagem por rotas imprevistas

 

Kiwi & The Papaya Mangoes é um grupo que vem de Tóquio, liderado pela figura de uma ‘geisha’ e pega na música tradicional japonesa de forma totalmente inesperada. Kiwi é a voz que comanda a viagem, que passa por rotas tão imprevistas como a música brasileira, o reggae, passando pelos estilos urbanos ocidentais, como o hip-hop, o jazz ou o rock, transformando uma atuação à partida desconcertante, em algo sublime e cheio de originalidade.

Este grupo tão peculiar apresenta-se no Palco Super Bock da Casa da Música no Porto, esta quinta feira, por volta das 22:00 horas. Mas esta banda apresenta-se também no dia 15 em Lisboa, no Jardim do Japão, em Belém, no âmbito da festa do Japão em Lisboa e também no âmbito das festas da cidade Lisboeta, às 21:00 horas. No dia 16 é a vez de Abrantes, no jardim da República, os receber nas festas da cidade e recordamos que todas as atuações são de entrada gratuita.

'Geisha' transforma a música tradicional japonesa de forma inesperada

Tentar definir o som desta banda é um autêntico quebra cabeças, mas para melhor o compreender poderão inclui-lo na classe world music devido à fusão de estilos e sonoridades que apresentam de forma tão exótica.

Kiwi, a vocalista, trabalha na Kagura-zaka, uma área reconhecida pelas inúmeras casas de geishas, e canta muitas vezes música tradicional japonesa em festas da sociedade, mas encontra-se de licença de maternidade atualmente. Ela trabalha ao vestir o seu kimono e o penteado tradicional das geishas no topo da cabeça, mas os seus clientes não fazem ideia que, durante os tempos livres, canta esta mistura de sons de forró do brasil com tantos outros em atuações tão surpreendentes.

Mesmo adorando a música tradicional japonesa, Kiwi & The Papaya Mangoes não abdicam de recolher sons e fazer música nova, sempre cheia de groove, o mesmo que procuram pelas suas viagens à volta do mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui