Início Notícias Jornalista do The Guardian recebe pena por difamar Lord McAlpine

Jornalista do The Guardian recebe pena por difamar Lord McAlpine

107
0
Jornalista do The Guardian recebe pena por difamar Lord McAlpine

Rede social Twitter, foi o meio utilizado para difamar o antigo porta-voz de Margaret Thatcher.

 

Jornalista do The Guardian recebe pena por difamar antigo porta-voz de Margaret Thatcher
George Monbiot

O caso remonta a Novembro passado, quando George Monbiot, jornalista do jornal inglês The Guardian, referiu que um antigo político estava sob investigação por abusos sexuais a menores.

O antigo político a que se referia foi, nem mais nem menos, Lord McAlpine, ex-presidente do partido conservador e o antigo porta-voz do governo de Margaret Thatcher.

Foi através da rede social Twitter que, entre vários usuários da mesma, associaram o antigo político a este crime. George Monbiot, afirmava e dava como certo que Lord McAlpine estaria mesmo implicado, contudo foi possível provar que tudo não passava de uma mentira.
Assim, George Monbiot, jornalista do The Guardian, foi processado e  recebe pena por difamar Lord McAlpine, irá cumprir três anos de trabalho social, que são equivalente aos 28.500 euros, 25 mil libras, moeda britânica, que Lord McAlpine teria de indemnização.

George Monbiot demonstrou-se arrependido pelos seus comentários “estúpido e impensados”, como revelou através de um comunicado do advogado de Lord McAlpine, aceitando por isso de imediato a sua pena. Ainda assim, terá o poder de escolher que tipo de trabalho irá realizar.

Pela mesma rede social, o jornalista do The Guardian apelou aos seus seguidores: “Por favor, assegurem-se de que confirmam os factos e pensem antes de escrever”.

 

Jornalista do The Guardian recebe pena por difamar Lord McAlpine
Lord McAlpine

Lord McAlpine, enfrenta ainda mais processos, como contra Sally Bercow, mulher do atual porta-voz da Câmara dos Comuns, John Bercow, também por difamação, tendo já ganho também um processo contra o programa Newsnight, da BBC2, por ter contribuído para a falsa associação e rebuliços em torno do alegado politico investigado por abuso de menores.