Início Moda Mais excêntrico é quase impossível

Mais excêntrico é quase impossível

88
0
Mais excêntrico é quase impossível

O designer francês Marc Auclert cria joias do outro mundo.

 

Peças lunáticas que excedem o mais excêntrico dos objetos existentes na terra. Esta poderá ser uma forma de caraterização das criações do designer de nacionalidade francesa.

Mais excêntrico é quase impossível

A produção de peças de joalharia já vem desde a época do Renascimento. Na altura, os artesãos montavam, gravavam e esculpiam pedras ou porcelanas, com o intuito de obter artefactos requintados para uso das classes mais altas.

Atualmente, não com a designação de artesão, Marc Auclert inspira-se nesta perspetiva, e monta obras elegantes de joalharia. Este pega em peças de arte antiga e transforma-as em joias contemporâneas. Dá-lhes, portanto, uma nova vida e identidade. As obras que se encontram na Maison Auclert são constituídas por peças de uma vasta gama de períodos, de culturas e de regiões geográficas.

Mais excêntrico é quase impossível

Cada peça é única e tem um sentido muito particular. Poder-se-á dizer que há exemplos para todos os gostos e, deste modo, torna-se quase impossível não se gostar de alguma coisa.

Estas têm um pormenor muito apurado. Por exemplo, há um anel de cocktail em ouro, cuja sua forma é em ovo. No entanto, este tem a capacidade de se abrir e, quando isto acontece, é visível, lá dentro, um homem esculpido anatomicamente perfeito em coral.

Mais excêntrico é quase impossível

A morada é de Paris, na Rue Saint-Honoré, e nesta podem-se observar por todo o lado peças icónicas e admiráveis. Este fascínio por antiguidades cativou Auclert desde cedo e, ao que parece, já provém do seu avô.

Todas as peças são concebidas de forma manual e decoradas pelos melhores artesãos das oficinas de Paris.

O designer esforça-se por manter o valor das peças originais, que por si só têm já muita história e simbolismo. Este afirma que compra o material em leilões e que o monta com total respeito.