Início Nutrição Mitos e verdades sobre a alimentação

Mitos e verdades sobre a alimentação

121
0
Mitos e verdades sobre alimentação

Porque nem tudo o que se diz é verdade e porque muitas vezes se pensa que a verdade é mentira…

 

Mais uma vez, abordamos aqui os mitos e os factos, desta vez sobre a alimentação. Este é um tema polémico, pois conceitos e ideias espalhados pela sociedade não faltam. Não podemos falar de verdades absolutas… No que toca a este tema, todos somos diferentes e o ideal para uma pessoa pode não ser o indicado para outra, mas hoje vamos avaliar, dentro do possível, alguns desses mitos aos olhos da ciência, com base nos estudos até hoje realizados e opiniões de especialistas.

Excesso de adoçante faz mal à saúde: mito

Mitos e verdades sobre alimentação

São muitas as pessoas que já substituem as colheres de açúcar por adoçante, mas já se ouviu dizer que o seu consumo pode causar diversas doenças, incluindo originar cancro.

Fernanda Granja, nutricionista clínica especializada em nutrição funcional, explica que “Os adoçantes consumidos dentro do limite recomendado são seguros. Esse limite foi determinado em estudos com animais, correspondendo, para o ser humano, a 10% da dose mínima de toxicidade para os animais pesquisados. Sendo assim, a margem de segurança é grande”.

De acordo com recomendações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), um adulto com 60 kg, por exemplo, pode consumir seguramente um máximo diário de 2.400 mg, o que equivale, aproximadamente, ao consumo de 48 envelopes de 1 g de um adoçante dietético com 5% de aspartame.

A “barriga de cerveja” existe: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

Roseli de Moura Espíndola, nutricionista, avisa que o álcool presente em algumas bebidas, como a cerveja, fornece um elevado número de calorias e, se consumidas em exagero, pior ainda! A especialista explica que “Como é raro alguém que tome apenas um copinho de cerveja, a ingestão da bebida e, logo, o excesso de calorias, pode levar ao aumento da produção de gorduras” e essas são, normalmente, armazenadas na zona abdominal.

A juntar a isto, muitas das vezes, a cerveja é consumida com petiscos (amendoins, azeitonas, etc.), favorecendo o aumento de peso.

Pessoas que sentem desejo de comer terra têm parasitas: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

A sabedoria popular diz-nos que quando uma pessoa sente desejo de comer terra ou tijolo de barro é sinal que contém parasitas.

Roseli de Moura Espíndola, professora do curso de Nutrição do Centro Universitário Senac, revela que, muitas vezes, as parasitoses originam perdas de sangue, acreditando-se que o desejo referido se deva a perdas de ferro e a uma necessidade inconsciente de repor o mineral, que é abundante no solo.

Por exemplo, parasitas do tipo do Ancylostoma duodenal e Necatur americanus (que podem penetrar na pele ou ser adquiridos através de água contaminada), libertam nos intestinos uma substância que produz o sangramento, resultando, posteriormente, num défice de ferro e de glóbulos vermelhos no sangue.

Beber leite depois de comer alho ou cebola ajuda a tirar o mau hálito: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

É de acordo geral que o hálito com que ficamos depois de comer pratos com cebola ou alho não é nada agradável. No entanto, parece que o copo de leite, para aqueles que não conseguem resistir a estes alimentos, é a salvação!

Fernanda Granja informa que, segundo testes realizados em Ohio, nos EUA, beber 200 ml de leite após o consumo de alho pode reduzir até 50% o consequente mau hálito, podendo-se obter melhores resultados se o leite for ingerido durante a refeição.

A nutricionista explica que o efeito do mau hálito é reduzido devido à gordura do leite que inibe a ação das propriedades sulforosas do alimento e que o mesmo acontece com a cebola, pois esta também é composta por substâncias sulforosas (responsáveis pelo mau hálito).

Muito chocolate provoca acne: mito

Mitos e verdades sobre alimentação

Esta é uma questão já debatida. Vanessa de Carvalho Figueiredo, nutricionista, explica: “Sabe-se que o consumo de alimentos muito gordurosos pode promover maior oleosidade da pele, contribuindo para formação de borbulhas. O chocolate é um produto que possui grande concentração de gordura, advinda da manteiga de cacau e do leite, os seus principais ingredientes. Porém, não existe uma relação direta, cientificamente comprovada, entre o consumo de chocolate e o aparecimento de borbulhas”.

Para mais informação sobre este alimento, não deixe de ler o artigo “razões para comer chocolate” e “comida para mudar a disposição”.

Pimenta do Reino faz mal ao estômago: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

Já muitas vezes se ouviu dizer que todos os tipos de pimenta fazem mal ao estômago, mas estudos já revelaram que apenas um tipo de pimenta pode realmente ser prejudicial: a Pimenta do Reino.

Fernanda Granja esclarece que “a pimenta é uma ótima aliada para a gastrite, mesmo com alguns especialistas não concordando com isso”, explicando ainda por que razão a pimenta do reino pode causar problemas: “A origem do produto nunca é confiável. Deve-se moê-la na hora, comprando pimenta do reino em grãos. Comprando só o pó, corre-se o risco de o produto não ser puro, o que pode prejudicar o estômago e o intestino”.

Proteínas em excesso prejudicam os rins: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

Devido à existência de tantos suplementos alimentares com proteínas disponíveis para aumentar a massa muscular, os rumores sobre os impactos negativos do excesso de proteínas nos rins aumentou, mas a verdade é que…é verdade!

O excesso de proteínas pode acarretar problemas renais, pois, tal como explica a nutricionista Fernanda Granja, “uma dieta rica em proteínas exige mais trabalho dos rins”, o que, em pessoas que possuam problemas renais, pode levar à insuficiência renal ou a lesões graves nos órgãos envolvidos.

Coca-Cola faz mal aos ossos: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

Este é um boato já com “barbas brancas”, mas existe uma razão para ser tão falado e divulgado: de acordo com Roseli de Moura Espíndola, não é apenas boato, é um facto. Roseli explica que “as bebidas à base de cola apresentam grande quantidade de fosfatos que, presentes no lúmen intestinal, podem formar cristais insolúveis com o cálcio, diminuindo a absorção intestinal do mineral”. Essa má absorção do cálcio prejudica os ossos, uma vez que este é fundamental para o seu fortalecimento. A ingestão deste tipo de bebidas deve, por isso, ser evitada ou moderada.

Suplementos vitamínicos fazem mal à saúde: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

O exagero nunca dá bom resultado e o mesmo se aplica às vitaminas. Segundo Roseli de Moura Espíndola, “os suplementos vitamínicos devem ser prescritos por um médico quando a ingestão alimentar habitual do indivíduo não atende às necessidades nutricionais”, sublinhando que “o uso indiscriminado desses suplementos pode ser prejudicial para a pessoa, causando alteração no metabolismo de outros nutrientes”. A nutricionista esclarece ainda que vitaminas lipossolúveis, como a A, D, E e K, são armazenadas no organismo e, quando em excesso, podem tornar-se tóxicas.

Siga uma dieta equilibrada e, caso isso não lhe seja possível, consulte o seu médico. Este ajudá-lo-á a tomar as melhores decisões sobre que suplementos tomar.

Para emagrecer não podemos consumir hidratos de carbono à noite: mito

Mitos e verdades sobre alimentação

Parece que este é um daqueles boatos que, felizmente, não tem qualquer fundamento! A nutricionista Fernanda Granja explica que “O carboidrato é o macronutriente que mais fornece energia para o nosso organismo e é necessário em vários casos. O que acontece é que à noite nosso metabolismo fica mais lento, sendo ideal que sejam realizadas refeições mais leves”. A especialista recomenda que à noite se consumam alimentos integrais com hidratos de carbono complexos e que se evite gordura. Isto contribuirá para que a glicémia vá subindo aos poucos, para facilitar a digestão e para que não haja interferências a nível do sono.

Água com açúcar acalma: mito

Mitos e verdades sobre alimentação

Luciana Setaro, professora de nutrição da Universidade Anhembi Morumbi, explica que “quando o açúcar é metabolizado pelo organismo, transforma-se principalmente em glicose, fonte de energia, e pode provocar uma sensação de bem-estar por causa da produção de certos neurotransmissores, como a serotonina”. A especialista afirma que, na maioria das vezes, a sensação de alívio é confundida com um efeito relaxante, mas que a água com açúcar não tem qualquer propriedade de calmante ou de sedativo. A ingestão de água com açúcar pode ainda ter um efeito psicológico e funcionar como um placebo.

Fibras alimentares fazem bem ao intestino: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

Parece que este é verdade! Fernanda Granja, nutricionista, revela que “entre os benefícios das fibras, encontradas em frutas e verduras, está a melhora do hábito intestinal”, explicando que “elas atuam no organismo, auxiliando em casos de intestino preso, estimulando o movimento do intestino e a formação do bolo fecal, o que previne doenças intestinais” e afirma ainda que as fibras contribuem também para a perda de peso, uma vez que “geram maior saciedade pelo retardo do esvaziamento gástrico”, recomendando, nestes casos, o consumo diário de 25 a 30 gramas de fibras.

Tomate previne cancro da próstata: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

Este é o tipo de cancro mais presente nos homens e, felizmente, pode ser prevenido recorrendo a um alimento: o tomate.

Roseli de Moura Espíndola atribui a importância deste facto ao licopeno, segundo a nutricionista, “substância que apresenta atividade antioxidante e por isso protege as células contra os radicais livres, prevenindo o cancro da próstata”. Contudo, a especialista alerta para o facto de que “o seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e a hábitos de vida saudáveis. Nenhum alimento isoladamente é capaz de prevenir doenças”.

Carne de porco é menos saudável que a carne de vaca: mito

Mitos e verdades sobre alimentação

A carne de porco tem mais gordura que a de vaca (principalmente, gorduras saturadas – as “menos boas” para a saúde), devendo, por isso, ser consumida com moderação. No entanto, também há coisas boas: as proteínas do porco são mais semelhantes às humanas que as de vaca, o que permite que pessoas com alergias a outras carnes a possam consumir.

Beber água às refeições causa barriga: mito

Mitos e verdades sobre alimentação

Beber água em excesso, durante as refeições, não é aconselhável, pois esta dilui os sucos digestivos que são produzidos no estômago e nos intestinos, o que torna a digestão mais lenta e pode também fazer com que o bolo alimentar aumente de volume (dando-se, assim, uma distensão da zona abdominal). Contudo, este efeito só permanece enquanto se dá a digestão, voltando a barriga, posteriormente, ao normal. A dilatação da zona abdominal apenas se mantém quando há um aumento da gordura abdominal e isso obtém-se através da ingestão excessiva de carboidratos simples (açúcar), especialmente quando conjugados com bebidas alcoólicas.

Brócolos e repolho fazem gases: verdade

Mitos e verdades sobre alimentação

Vegetais como os brócolos, repolho, couve-flor, couve mineira e couve de bruxelas possuem uma proteína muito rica em aminoácidos sulfurados. Esses aminoácidos são fermentados no tubo digestivo por bactérias intestinais a óxido de enxofre (gás). Esses gases podem interferir e atrapalhar a digestão, para além do desconforto provocado ao serem expulsos pelo organismo. Deve evitar quantidades excessivas destes alimentos e, de preferência, não os juntar à refeição, optando por combiná-los com outros que não causem gases.

Café faz mal à saúde: mito

Mitos e verdades sobre alimentação

Durante muito tempo dizia-se que a cafeína era prejudicial à saúde. No entanto, estudos já revelaram haver vários benefícios, como combater a fadiga, estimular o desempenho cerebral, a memória e melhorar a concentração. Para mais informação sobre este alimento, não deixe de ler o nosso artigo “o café também tem benefícios”.

 

Fontes:

  • Alex Botsaris – “Oito grandes mitos e verdades sobre alimentação”
  • Terra Educação – “Saiba curiosidades, mitos e verdades sobre os alimentos”