Início Notícias Modelo brasileira diz ter sido usada por CR7

Modelo brasileira diz ter sido usada por CR7

121
1
Modelo brasileira diz ter sido usada por CR7

A modelo brasileira Andressa Urach revelou detalhes do suposto envolvimento que teve com CR7 em Madrid.

 

Após o jogador Cristiano Ronaldo ter negado envolvimento com a modelo brasileira Andressa Urach e a ter acusado de  se tentar promover às suas custas, a brasileira resolveu protagonizar mais um capitulo desta polémica. ‘Ele simplesmente me descartou como se eu fosse um lixo. Meu sonho virou pesadelo. Depois do encontro, fiquei trancada com seguranças no quarto do hotel (Villa Magna, em Madrid) por duas horas para não falar com a imprensa’, disse Andressa em entrevista ao site brasileiro EGO.

Ainda de acordo com a modelo, ela e CR7 começaram a conversar há cerca de um mês atrás, quando um amigo em comum teria dado o número do telemóvel de Andressa ao jogador. ‘Foi ele quem me procurou primeiro, me mandou mensagens. Chegamos a um certo nível de intimidade, tivemos conversas picantes’, revela.

A modelo estava no Brasil, no entanto, surgiu a oportunidade dela viajar até à capital espanhola para divulgar um concurso e foi então que, segundo Andressa, os dois se encontraram discretamente. ‘Estava tudo ótimo, ele foi encantador, lindo, cheiroso. Ficámos juntos por cerca de duas horas. Até que o diretor ligou dizendo que a imprensa havia cercado o hotel. Ele enlouqueceu’, ela conta.

Modelo brasileira diz ter sido usada por CR7

Andressa terá pedido para tirar uma fotografia, como fã de CR7. Ele teria marcado no rés do chão do hotel, mas quando ela chegou lá, ele não estava. ‘Fiquei chateada, ele me iludiu durante um mês e depois não quis tirar nem uma foto?’.

A modelo conta que havia decidido ir embora e inclusive já estava pronta para pegar um táxi, quando foi ‘arrastada’ por seguranças de volta para o hotel. ‘Cristiano me mandou mensagem dizendo para eu voltar para o quarto porque queria falar comigo. Quando cheguei no quarto, só encontrei seguranças. Fiquei trancada por duas horas. Depois três seguranças me escoltaram até uma carrinha  branca e me levaram para o meu hotel. Me senti usada. Ele foi ridículo, idiota, nojento’.

Ela afirma ter sido procurada pela imprensa internacional. ‘Disseram que tinham fotos minhas no hotel e dele também. Impulsiva, acabei contando o que aconteceu. Eu jamais divulgaria que tínhamos ficado, até porque tínhamos combinado outros encontros. Mas depois do que ele fez comigo, fiquei indignada’, enfatiza.

Será que tudo isto aconteceu na realidade, ou será mais uma invenção dos jornalistas? O que é um fato é que Irina continua com CR7. Talvez o jogo de hoje com o Borrussia, e decisivo, possa esclarecer-nos o estado de espírito de Ronaldo.

1 COMENTÁRIO