Início Notícias Mulheres sentem-se mais confiantes com a nudez aos 34

Mulheres sentem-se mais confiantes com a nudez aos 34

103
0
Mulheres sentem-se mais confiantes com a nudez aos 34

Segundo uma sondagem do Sanctuary Spa, em Londres, sugere que as mulheres se sentem mais confiantes com a vida depois dos 30, e algumas explicam porquê

 

A sondagem revela que as mulheres se sentem melhor nuas quando sabem aceitar as suas imperfeições, e encontram uma dieta e plano de exercícios certo para elas, e isso parece acontecer por volta dos 34 anos.

‘Tem sido durante o meu 34º ano de vida que posso dizer honestamente que finalmente aceito o meu corpo. É este o meu  aspeto – e o meu aspeto é bom’, revela Laura Chambers, que trabalha como Relações Públicas, e que acrescenta que ‘quando envelhecemos reparamos que os homens gostam que as mulheres tenham o aspeto de mulheres. E gostam delas não só pelo seu aspeto mas pelo que são e pelo que pensam. Se estou nua com um homem não me preocupo com a minha anca ou a minha barriga, porque sei que ele também não se preocupa!’

Chambers revela ainda que ‘gosta das suas curvas, porque é isso que é a feminilidade’ e que não sabe o seu peso porque ‘não lhe interessa’ e aconselha outras mulheres a ‘amar quem são’.

Mulheres sentem-se mais confiantes com a nudez aos 34

Já Susan Brown é dona de casa e mãe de duas filhas, incluindo uma bebé, e diz que ‘já foi o tamanho 0 que as mulheres ambicionam’ e que ‘odiou’.

Depois de sofrer de Hiperêmese gravídica, uma doença que provoca e agrava as náuseas durante a gravidez, e que a levou a uma enorme perda de peso e a que perdesse o seu primeiro filho, Susan ‘odiava olhar-se no espelho porque estava tão ossuda e angular’.

Susan Brown voltou a sofrer da doença nas suas duas gravidezes seguintes, que conseguiu levar a termo e agora a sua figura ‘está diferente do que era antes das gravidezes. O meu peito aumentou e a minha barriga agora é redonda, mas não me importo. Olho para o meu corpo  e fico maravilhada porque apesar de tudo por que passou, me manteve viva e criou dois bebés’.

Susan conclui afirmando que ‘Com 34 anos, olho para o meu corpo e vejo ancas estreitas, um busto feminino e o ocasional pneu, mas estou feliz – como está o meu marido, que sempre me fez sentir especial.’

Mulheres sentem-se mais confiantes com a nudez aos 34

A história de Tamsin Minton é um pouco diferente. Aos 34 anos, a técnica de informática afirma que é ‘a prova viva de que nunca é tarde para mudar aquilo de que não gostamos’.

‘Costumava flutuar entre os tamanhos 14 e 18. Usava a gravidez como desculpa para comer o que me apetecesse e entrei num ciclo em que engordava, depois perdia peso drasticamente e voltava a engravidar e a ganhar peso. Tenho uma forma clássica de pera e odeio olhar para as minhas ancas’.

‘Quando fiz 34 anos, uma amiga encorajou-me para me inscrever na sua academia de fitness, onde era medida, e quatro semanas depois de começar podia ver a diferença em centímetros. O  que me motivou a continuar outro mês. Nunca tinha tido um objetivo, mas resultou’, conta.

Há uns meses atrás, quando ela viu que estava a cair em rotina, fez-me um novo desafio. Entrar num concurso – feito para mulheres e por mulheres – que envolve testes de fitness e mostrar o corpo que alcançamos em fato de banho. Eu agarrei a oportunidade’.

Hoje em dia, Tamsin afirma que ‘não há nada no meu corpo de que não goste’ e aos 34 anos, finalmente descobriu que ‘não há soluções rápidas’ e que ‘não se alcança o corpo que se deseja de um dia para o outro’.

Aos 34 anos, Tamsin diz que tem ‘o melhor aspeto que alguma vez teve’.