Início Cultura e Lazer O cantor madrileno mais romântico do mundo estará em Lisboa

O cantor madrileno mais romântico do mundo estará em Lisboa

89
0
O cantor madrileno mais romântico do mundo estará em Lisboa

Júlio Iglésias um artista incomparável no Meo Arena já esta terça feira

 

Júlio Iglésias regressa a Portugal para um concerto no Meo Arena, em Lisboa, no dia 16 de Julho às 21:30. Os bilhetes custam entre 35 e 120 euros. Em março de 2013, iniciou uma tournée à escala planetária, regressando à China, depois de um hiato de mais de 20 anos, passando também por outras nações como Espanha, Guatemala, Ucrânia, Israel, Austrália, Brasil, Índia, Sri Lanka, entre outros. Esta digressão conta com um concerto único e exclusivo no nosso país mas é sem duvida uma boa oportunidade de ver ou rever um dos cantores mais carismáticos.

Com mais de 40 anos de carreira e cerca de 80 discos editados, tem fãs espalhados por todo o globo. Do México ao Japão, o cantor tem levado o seu romantismo e o seu carisma pelos palcos mais famosos do mundo e Portugal não é exceção.

Em 1969, um jovem madrileno que outrora vira, por infortúnios físicos, desfeito o sonho de seguir uma carreira desportiva, começava a conquistar o mundo com a sua voz, vendendo, logo com o primeiro disco, ‘Yo Canto’, milhões de cópias. A história artística de Júlio Iglésias tem contornos de um conto de fadas, rica de êxitos imensos e trilhada de forma imaculada.

O cantor madrileno mais romântico do mundo estará em Lisboa

No que diz respeito a números a carreira de Iglésias é impressionante, só em discos já vendeu mais de 300 milhões e os prémios são tantos que até já lhes perdemos a conta. Desde uma estrela no Passeio da Fama, em Hollywood, a um Disco de Diamante que pôs o cantor no Guinness, são muitos os prémios que reconhecem o talento de Júlio Iglésias.

Por isso se nunca viu um concerto deste artista não deixe passar esta oportunidade, pois promete ser uma noite inesquecível. Sendo que para Júlio Iglésias ‘Deixar de cantar e retirar-me seria como morrer em vida’ e por si só já elucida bem como são os seus concertos.

A mão direita sobre o peito, a esquerda aberta, no ar. Agarrando, em dança, um corpo imaginário. O cantor não consegue evitar o gesto quando canta. Foi esta imagem nos palcos que o tornou celebre, pelo mundo, nos 45 anos de carreira. Atualmente com quase 70 anos considera que está viciado no palco e nele não tem idade.

Entretanto Cuca Roseta, uma das mais aclamadas e importantes novas vozes do Fado da atualidade, fará a primeira parte do concerto, apresentando ao vivo ‘Raiz’, o seu mais recente álbum.