Início Moda O melhor da Alta-costura de 2013

O melhor da Alta-costura de 2013

94
0

As coleções de alta-costura decorreram ao longo da semana passada em Paris.

 

Desde o dia 1 de Julho até ao dia 4 desfilaram pelas passarelas de Paris muitas modelos que vestiam roupas de Alta-costura. Esta refere-se à criação de peças únicas com muitos acabamentos realizados à mão, o que torna a peça tão cara. Para além disso, esta é realizada com tecidos e outros materiais de excelente qualidade.

Durante os quatro dias do evento foram apresentadas as coleções dos maiores designers a nível mundial. No primeiro dia, Schiaparelli abriu o evento com uma coleção à sua medida.

Christian Dior foi um dos designers que se seguiu. Com o tema liberdade mostrou uma imensidão de padrões, texturas, cortes e cores completamente diferentes, mas todas elas incorporadas na mesma coleção.

O melhor da Alta-costura de 2013

Raf Simons, diretor criativo da marca, explica o que queria mostrar ao usar esta palavra tão geral e englobante. Para ele, significa puder escolher a roupa que se quer usar e a forma como se quer vestir e conjugar.

No final, ao observar toda a coleção constituída por 53 coordenados, nota-se uma normalidade, ou seja, se alguém usa-se um dos looks exatamente como ele se apresenta, não iria de todo ser estranho ao olho humano. A normalidade é algo comum nas coleções de Raf Simons, no entanto ele consegue de alguma forma criar algo de novo, que faz o cliente desejar aquela peça.

No segundo dia foram desvendadas as peças de designers como Chanel, Armani Privé e Bouchra Jarrar.

Karl Lagerfeld, o responsável pelo design da marca Chanel, apresentou no interior do Grand Palais, que se apresentava de uma forma completamente diferente do usual. Cortinas esfarrapadas, ruinas, pedras pelo chão, cimento, enfim uma panóplia de coisas relativas à construção.

O melhor da Alta-costura de 2013

A sua visão mostrava a passagem de um velho mundo, para um novo mundo. Uma quimera relativa ao futuro, com um toque de sci-fi, até mesmo nas peças, que se apresentavam com “a tradição com futuro”. Proporções, volumes, silhuetas que fazem lembrar a era Vitoriana. Os tweeds, que não poderiam faltar, lantejoulam, bordados, lamé, espelhos…

Durante o terceiro dia do evento Valentino, Elie Saab e Jean Paul Gaultier, foram alguns dos designers que mostraram as suas coleções.

O melhor da Alta-costura de 2013

O designer Gaultier destacou-se pela sua extravagância. O tema da coleção era notado num piscar de olhos, bastaria ver um coordenado para perceber que esta incluía felinos, mais precisamente mulheres gato. Houve sem dúvida um enfase das curvas femininas, que se apresentavam com uma cintura de vespa e a anca mais larga do que o que é usual ver-se numa modelo.

 

No início do desfile, os coordenados mostravam-se mais contidos, sendo que à medida que esta ia chegando ao fim, ia ficando cada vez mais ousada e louca.

O último dia teve apenas um criador a apresentar o seu trabalho: Zuhair Murad.