Início Desporto O que falta ao Sporting para bater no fundo?

O que falta ao Sporting para bater no fundo?

129
1

Ás vezes temos  que partir o nariz para o reconstruir

 

Lembro-me de ir assistir aos jogos do Sporting, no final dos anos 70, início dos 80, ainda no antigo estádio de Alvalade, com o famoso “peão”. Ia contra a minha vontade, mas o meu pai insistia e eu lá acabava por lhe fazer a vontade. Mas assim que lá chegava, vibrava com todo aquele barulho, com os megafones, a música “Life is life” dos Opus, todos aqueles apoiantes da Juve Leo a gritarem de um lado, e do outro os da Força Verde. Quando o jogo acabava ainda me divertia a assistir aquele circo envolvente que havia na altura, das dezenas de roulottes, enfim… outros tempos.

Entretanto a situação foi-se alterando. Primeiro ténue, após a saída do João Rocha e a entrada de Amado de Freitas. E depois no espaço de 25 anos, começou a mudança de presidente: Jorge Gonçalves, Pedro Santana Lopes, Sousa Cintra, José Roquete, Dias da Cunha, Filipe Soares Franco, José Eduardo Bettencourt, Filipe Soares Franco e Godinho Lopes.Alguns melhores, outros piores.

Agora o Sporting atravessa uma fase, em que até já leva o presidente do clube concorrente, ao museu, para lhe mostrar as taças, quase a pedir: “Diz a toda gente que nós ainda somos o 3º clube Português, diz!”. Em termos desportivos, se fizermos um esforço e englobarmos todas as modalidades, então o Sporting é o 3º. Comparei as classificações das modalidades mais relevantes e constatei o seguinte: Andebol: 4º lugar a 9 pontos do 1º, mas com um jogo a menos; Hoquei em Patins: 12º lugar; Basquetebol: retomou a modalidade no ano passado. Voleibol: foi extinta; E em Futsal está em 1º lugar. Acontece que o clube concorrente ainda apresenta piores resultados. Agora em termos de comunicação, por exemplo, está ao nível do Olhanense. Gostei bastante de assistir, às últimas declarações do Sérgio Conceição e do seu Presidente, Isidoro Sousa, a respeito da última polémica, com Targino, jogador da equipa de Olhão. O treinador diz uma coisa, vêm o presidente e o que é que faz? Tira a credibilidade ao treinador, contradizendo o que este disse. Mas não é o treinador que tem que dizer, pois ele não manda nada, enfim…

O departamento de comunicação também tem os seus momentos. Vejamos o video abaixo referente à conferência de imprensa, da apresentação do jogador Emiliano Insúa, onde podemos verificar um grande amadorismo, o qual já vem pelo menos, do tempo de Filipe Soares Franco. Os erros detetados são os seguintes:
– A Diretora de Comunicação – Irene Palma – parece que está na sua casa, em relação à maneira como  fala com alguém que está no auditório: trata por tu e fala alto;
– As condições técnicas para a conferência não foram verificadas anteriormente, o que provocou as falhas iniciais na apresentação;
– Falta de sincronização da D.C., na ordem pela qual os intervenientes iriam falar (e eram só dois, não havia muito para errar);
– A D.C.  passou a conferência de imprensa a trocar sms, o que demostra a falta de respeito por quem está a falar.

No passado dia 20 de Outubro, o senhor Presidente do Sporting convocou uma conferência de imprensa, pois nessa manhã de sábado queria fazer um comunicado. A comunicação social logo pensou que iria ser feita a apresentação do novo treinador, tendo então mobilizado os seus jornalistas, que se calhar até estavam de folga a descansar, para irem trabalhar nessa manhã. Mas afinal não era esse o motivo, mas sim para informar que os sócios iam poder começar a assistir aos treinos em Alvalade, porque eles mereciam. E ainda que “O Oceano e a sua equipa técnica são uma solução de futuro para o Sporting”, vincou, garantindo de imediato: “Venha quem vier, esta equipa técnica fará parte da nossa estrutura.”

Uma empresa que foi constítuida o ano passado – Sporting COM – merecia estar mais bem preparada, para tudo o que envolve uma equipa profissional de futebol.

Ás vezes arrependemo-nos de certas e determinadas decisões, e neste momento o antigo assessor de imprensa, mas que agora já é diretor de comunicação, o senhor Pedro Sousa, deverá ser uma delas. Isto apesar dos 15 Mil Euros que ganha por mês, e que devem ter sido importantes na mudança da Rádio Renascença para o Sporting. Ele para mim é o melhor relatador desportivo, sem a mais pequena dúvida (ver video abaixo – não havia nenhum video disponível com relato de golos referente a qualquer jogo do Sporting, por isso pusemos do Benfica). Outra coisa que deve fazer confusão a muitas pessoas, é o seguinte: O Pedro  Sousa é contratado para assessor de imprensa, tendo acima de si uma Diretora de Comunicação, que ganha 4 Mil Euros por mês.

A equipa do Sporting chegou a noite passada a Lisboa, após mais uma derrota na Liga Europa,  e há sempre alguém que diz; “este foi o pior jogo que fizemos até agora, ou este ano”. Mas quando é que isso vai terminar? Como é que se põe um jogador que está de saída do clube, a ir à conferência de imprensa antes do jogo? No 3º golo do Basileia o jogador Gelson Fernandes vinha praticamente a andar na recuperação defensiva. Os jogadores dizem mal dos treinadores que sairam e nada lhes acontece. O jogador Onyewu quando chegou fartou-se de elogiar o Sporting e agora diz que para cá já não volta.

Hoje, irá estar ainda por cá em Alvalade, uma delegação Chinesa da televisão CCTV, que está a fazer uma reportagem sobre o Sporting, e as suas camadas jovens. Com que imagem irão ficar de tudo aquilo que está a acontecer?

O Sporting tem vindo a dizer que no 1º semestre de 2013, irá dar início ao canal Sporting. Eu pergunto, para quê?

O Sr. Presidente do Sporting durante a campanha eleitoral disse desconhecer a suspensão do fundo na CMVM. Mas depois quando foi eleito, já dizia que sabia desse facto. Afinal sabia ou não sabia?

Porque é que a empresa do senhor Paulo Pereira Cristovão, foi contratada logo após a tomada de posse? E porque é que o presidente não teve conhecimento? E como é que houve pessoas que assinaram esse contrato e agora dizem que não sabiam para que é que era essa empresa?

Há demasiados erros na Gestão da atual Presidência, mas sobretudo duas coisas: Falta de conhecimentos sobre a matéria (futebol) e não ter qualquer capacidade de liderança.

Penso que nesta altura não existem condições para a manutenção desta direção. Assisti a um filme um dia destes, que alguém dizia a certa altura: Quando uma pessoa tem o desvio do septo e precisa ser operado, vão ter que lhe partir o nariz. Aqui é a mesma coisa. Há que tomar medidas, que agora até podem custar, mas que não hipotequem o futuro deste clube, que tanta falta faz ao nosso futebol.

FORÇA SPORTING!

P.P.S.

1 COMENTÁRIO