Início Cultura e Lazer O que fazer em Lisboa no fim de semana 18 a 21...

O que fazer em Lisboa no fim de semana 18 a 21 de abril

47
1

Todo o Fim de Semana

EXPOSIÇÕES: “Através do Traço“. Esta é uma exposição que estará  disponível até setembro. Trata da obra gráfica de Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro (1867-1920), caricaturista, ilustrador, cartoonista e desenhador, filho de Rafael Bordalo Pinheiro. Museu Rafael Bordalo Pinheiro, no Campo Grande.  A entrada é gratuita. Funciona de terça a sábado das 10h00 às 18h00.

“Are You Still Awake?” mostra um trabalho onde são fomentadas as ligações entre arte e política numa exposição que mostra peças de artistas pertencentes à coleção do MNAC, assim como algumas cedências de obras recentes. A exposição é comissariada por Emília Tavares. Museu do Chiado. Terça a domingo das 10h00 às 18h00. Entrada custa 4€, embora existam descontos.

Num panorama mais familiar e com um lado pedagógico, “A Ciência que Muda o Mundo”, no Pavilhão do Conhecimento, no Parque das Nações, mostra de forma interativa diversas descobertas científicas revolucionárias que ocorreram no último século e como estas têm a capacidade para estar na rotina do nosso quotidiano: “dos cuidados básicos de higiene às aplicações tecnológicas da física quântica”. Terça a sexta das 10h00 às 18h00 ; Sábado, domingo e feriados das 11h00 às 19h00. Entradas custam 7€ (sujeito a descontos).

“360º Ciência Descoberta” remonta-nos para a temporada dourada lusitana. É sobre a ciência na Península Ibérica na época dos descobrimentos. Os desenvolvimentos científicos e técnicos e as repercussões a nível europeu. Encontra-se dividida em quatro distintas secções:  “A imagem do mundo antes das viagens marítimas”, “O contacto com as novidades da geografia, da botânica, da zoologia, etc.”, “A criação de novas disciplinas de base matemática e os desenvolvimentos tecnológicos” e “O impacto da nova imagem do mundo no surgimento da ciência moderna”.  Na Fundação e Museu Calouste Gulbenkian. Terça a domingo das 10h00 às 18h00. Bilhetes a 4€.

“BES Photo 2013” é uma exposição anual que reúne o melhor da fotografia nacional (embora a partir de 2011 se tenha internacionalizado e tenha estendido os seus parâmetros aos PALOP). Mais uma vez no Museu Coleção Berardo, no Centro Cultural de Belém, acompanha o trabalhos dos fotógrafos são Albano da Silva Pereira (Portugal), Filipe Branquinho (Moçambique), Pedro Motta (Brasil) e Sofia Borges (Brasil). Todos os dias das 10h00 às 19h00. A entrada é gratuita.

“Brincadeiras dos Nossos Avós” é uma mostra que se centra nas memórias da infância e no universo lúdico na cidade de Almada – em tempos de cariz rural e fabril, “onde a rua era o grande palco da maioria das brincadeiras infantis”. Cova da Piedade, Museu da Cidade de Almada. Terça a sábado das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 . As entradas custam 2€. 

“Eduardo Gageiro – Rapaz de Sacavém, fotógrafo do Mundo” relata a história biográfica sobre o fotógrafo Eduardo Gageiro que reúne uma centena de imagens, muitas que relatam parte da história do país e daquilo que o seu olhar captou. Fortes, penetrantes e um retrato temporal do momento. Sacavém, Museu da Cerâmica. Segunda a sábado das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. Entradas a 1,5€.

Inaugurada no passado dia 5 de abril, a exposição “Em torno do Acervo”, no Atelier-Museu Júlio Pomar, como o próprio nome sugere, do seu acervo. São divisões em que o que está disposto e exposto revela e conta um pedaço da história de Júlio Pomar, e onde estão trabalhos e suportes ligados ao trabalho do artista: desde a pintura, à escultura, passando pela cerâmica ou pela gravura. Pintor e escultor, Pomar nasceu em Lisboa em 1926 e é considerado um dos principais criadores de arte moderna e contemporânea no país. Terça a domingo das 10h00 às 18h00, com entrada a ser gratuita.

TEATRO: “A Maldição do Imperador: Uma Aventura de Rodolfo e Rosita” relata um conto infantil onde os protagonistas, Rodolfo (que sonha ser um grande e famoso mágico) e Rosita (sonha com o baile de gala), têm entre mãos salvar o mundo do vilão Xu-Xufo Finh, que fora libertado por engano. No Teatro Turim. Sábado e Domingo, às 16h00. Bilhetes a 7€.

“Julia” é uma adaptação de Christiane Jatahy (Rio de Janeiro) da peça de August Strindberg (1849-1912) para se centrar, não apenas numa guerra dos sexos, mas num combate entre teatro e cinema, aflorando ainda uma espécie de tensão entre diferentes formas de representar. No Teatro Municipal Maria Matos. Sexta e Sábado às 21h30, na Sala Principal. Bilhetes a 14€ (com descontos).

‘Tudo a Nu’  trata a comédia escrita por Michael Frayn, ‘Noises Off’. É uma peça dentro da peça, já que a história narra os bastidores de uma produção de teatro e a relação entre toda a equipa, desde o encenador aos atores. Centro Cultural Malaposta. Estará em cena até dia 27 de Abril. Quarta a sábados às 21h30 e domingos às 16h00.  Bilhetes a 12,5€ sujeitos a descontos.

‘TOC TOC’ está de volta depois de uma paragem devido ao incidente com uma das protagonistas, Ana Brito e Cunha. A história aborda o consultório do Dr. Cooper, um especialista e um homem reconhecido a nível mundial no que concerne ao tratamento de  TOC’s (Transtornos Compulsivos Obsessivos). Histórias, riso, obsessões e comportamentos pouco ortodoxos fazem parte desta peça inspirada em Laurent Baffie que conta com um elenco cheio de caras conhecidas do teatro e do pequeno ecrã (Eduardo Madeira, Manuel Marques, Ana Brito e Cunha, Maria Henrique, António Machado, Marina Albuquerque e Matilde Breyner). Teatro Tivoli BBVA.  Quinta a sábado às 21h30; domingo às 17h00. Bilhetes entre os 15€ aos 20€.

“Pequenas Comédias” é uma peça do encenador António Pires que partiu dos textos originais do francês Georges Feydeau, um dramaturgo que alia a sátira e comédia ao lado quotidiano de todos nós.  No Teatro do Bairro. De quinta a sábado às 21h30; domingo às 17h00. Preço do bilhete está nos 12€ (com descontos).

‘Casa de Campo’ é um peça de teatro que aborda temáticas muito humanas como as relações amorosas e as frustrações de cada um. Poderá assistir a esta comédia romântica de quinta a sábado às 19h30, noTeatro Villaret. Bilhetes para a plateia a 10€.

De ‘Por tudo e por Nada’,  o encenador e tradutor, Jorge Silva Melo, escreveu sobre a autora: ‘[Nathalie] Sarraute é uma romancista única, impenetrável. O seu teatro, insinuante e irónico, prolonga o gesto romanesco e amplia-o. Uma das escritas mais pertinentes do século XX, vinda da Rússia que já sabemos ter sido de Tcheckhov. Mas a pequena música de Sarraute é uma música fúnebre: alguém está a morrer.’ Teatro da Politécnica. Em cena até o dia 27 de Abril. Terça e quarta às 19h00; quinta e sexta às 21h00; sábado às 16h00 e às 21h00. Bilhetes a 10€.

“Um Doente Imaginário” é uma encenação de Rogério de Carvalho com Jorge Pinto, Emília Silvestre e António Durães. Trata a história de um burguês que sofre de hipocondria e que através do seu confortável património pede a mão da filha de um médico só para dispor de consultas gratuitas. No Teatro Nacional D. Maria II. Sexta e sábado às 21h00 ; Domingo às 16h00  (na Sala Garrett).  Bilhetes entre os 8€ e os 17€.

’50 anos 50 músicas’: um espetáculo que vai ao encontro das canções que marcaram meio século (1923-1983) e a Constituição da Democracia. Paradise Garage. As sessões iniciam-se às 21h30, às sextas e sábados, e às 16h aos domingos, nos meses de Abril e Maio de 2013, na primeira temporada. Bilhetes a 17€ com descontos para grupos.

‘ÉTER’ constrói-se sobre o signo da espera: das palavras de dois atores e um dramaturgo nasce um texto que reflete sobre as paisagens e desencontros onde esperamos, porque esperamos, com quem esperamos. Esboça-se uma pátria do amanhã e das esperanças num diálogo íntimo com a lenda de D. Sebastião e a poesia de Fernando Pessoa. Teatro Turim. Quinta a Sábado, pelas 21h30; domingo às 17h. Bilhetes a 6€.

FESTIVAIS: V Festival Lisboa, Capital, República, Popular. Inaugurada em 2009, este festival de palavras, músicas e imagens que celebram a revolução dos cravos, inspiram-se nos extintos jornais lisboetas: “Diário de Lisboa”, “Diário Popular”, “A Capital” e “República”. Durante três dias, no MusicBox, poderá assistir a vários espetáculos e concertos. Uns são grátis, outros custam 5€ e outros 8€. Num texto de Sílvia Pereira, os dias resumem-se:

dia 18: “O festival é inaugurado dia 18 com o espetáculo “As Canções da Ditadura no Brasil”, que junta Norton Daiello, Flak e Alexandre Frazão às vozes de Márcia, Luanda Cozetti, Afonso Cabral e Jorge Palma, numa reinterpretação de temas como “É proibido proibir”, “Cálice” ou “Construção”.”

Dia 19: “é promovido um debate subordinado ao tema “A palavra na rua”, com as contribuições do “rapper” Chullage, do poeta Miguel-Manso e do artista Miguel Januário. Depois, o MusicBox está reservado para uma sessão de “duelos” de poesia contestatária.”

Dia 20: “A 20 de Abril, são trocadas ideias sobre “O silêncio e a censura”, entre a historiadora Irene Pimentel, o jornalista José Vítor Malheiros e a realizadora Raquel Freire. Em seguida, o festival sai novamente à rua com “Canto Livre”, que junta Jónatas Pires (Pontos Negros), Diego Armés (Feromona), David Jacinto (Tv Rural), Manuel Fúria, Tomás Wallenstein (Capitão Fausto), Alexandre D’Alva Teixeira, Fernanda Paulo e José Anjos.”

Dia 21: “A jornada é encerrada dia 21 com a exibição, ao ar livre, do filme “O Couraçado Potemkin”, de Sergei Eisenstein, acompanhado pela música ao vivo de Rodrigo Amado Eye.”

INDIELISBOA 2013  De 18 a 28 de abril, o Festival IndieLisboa 13 vai apresentar quase 250 filmes estrangeiros e portugueses, onde as projeções se dividem pelo cinema São Jorge, Culturgest, Cinema City Alvalade e Cinemateca. Os bilhetes custam 4€ (desconto para Jovens até aos 30, maiores de 65 anos, desempregados (mediante a apresentação de cartão do IEFP): 3,5€
Bilhete ‘Famílias’ (válido para 4 pessoas nas sessões IndieJunior Famílias): 13,60€) ou poderá adquirir vouchers de 10 bilhetes (30€) ou um caderneta de 20 bilhetes (55€).

Dias da Música em Belém A realizar entre 18 a 21 de abril, a sétima edição do Festival Dias da Música, regressa ao Centro Cultural de Belém. Serão cerca de 60 concertos em 7 salas. Preços oscilam entre os 4€ (recinto) e os 10,5€ (Grande Auditório). 

CINEMA: As estreias para esta semana são: “A Oportunidade da Minha Vida”, “Celeste e Jesse Para Sempre”, “Nome de Código: Paulette”,“O Caçador – Último Tigre da Tasmânia”, “Os Amantes Passageiros”, “Professor Lazhar” e “Um Homem a Abater”

 

Quinta Feira, dia 18

JAZZ: João Paulo Esteves da Silva é daqueles músicos portugueses a quem o talento se emana dos poros. O seu improviso e rigor na desconstrução do tradicional, é o levar à criação de um momentum raro e único, ao alcance somente daqueles que dominam os instrumentos. No Hot Clube de Portugal. Às 22h30. Entrada a 7€.

 

Sexta Feira, dia 19

RIR: “2 Dedos de Conversa”. Depois de uma pausa, eis que está aí o regresso do espetáculo de stand-up comedy de Eduardo Ramos, Fábio Carvalho, Paulo Rodrigues e Gustavo Vieira que afirmam estar “bronzeados de graça”. Centro Cultural da Malaposta, Olival Basto. No Café-teatro, pelas 21h45 venha rir e descontrair e esquecer o tempo de crise. Bilhetes custam 6€.

Cozinho para Todos é um projeto que se baseia em várias temáticas e que tenta agradar a um vasto leque de pessoas. Fado, stand up, música, religião… tudo serve para tentar levar aos presentes humor e boa disposição. Teatro Villaret Comedy Club. Entradas a 10€ e terá início às 23h45.

TEATRO: “Moby-Dick”. A partir do romance homónimo de Herman Melville, “Moby-Dick” dá início a uma trilogia concebida pelo teatromosca. Com encenação de Pedro Alves, esta é uma apresentação reduzida. No Museu Nacional de História Natural. Às 21h30 e tem entrada grátis.

CONCERTO: Os HMB surpreendem e são uma das bandas portuguesas que mais irreverência demarcaram nos últimos tempos. Com uma sonoridade técnica de qualidades inegáveis e uma associação clara ao estilo Soul e R&B dos anos 60 e 70, o quinteto composto por Héber Marques (voz), Joel Silva (bateria), Daniel Lima (teclados), Fred Martinho (guitarra) e Joel Xavier (baixo), prometem animar a noite no Casino de Lisboa. Pelas 23h00, para assinalar o 7ª aniversário do Casino. A entrada é gratuita

NOITE: Green Ray 2013 – Lux curated by Todd Terje é a proposta do Lux Frágil para a sua noite de sexta feira. Como tem sido habitual nas noites Green Ray, a casa convida um artista a desenhar a noite e a fazer o papel de curador. Neste dia, a missão calhou a Todd Terje. O norueguês escolheu os compatriotas Mungolian Jet Set e Lindstrom, os londrinos Idjut Boys e o norte-americano Tevo Howard, aos quais se junta o residente Tiago. Entradas a 15€

 

Sábado, dia 20

TEATRO: “A Alegre História de Portugal em 90 minutos” é uma comédia de Mauro Toledo que pega em 75 personagens da nossa história, numa apresentação onde figuram os principais nomes da fundação da nossa identidade, tais como Viriato, D. Afonso Henriques, D. Afonso III, D. Dinis ou D. Sebastião. No Teatro Bocage. Pelas 16h00 e o bilhete custa 6€.

“Pecados da Gula” é uma encenação de Marcantónio del Carlo e que é protagonizado por si e por Marta Nunes e Cristóvão Campos, onde verdadeiros chefes de cozinha, um diferente em cada sessão, acompanham o trio numa confeção culinária de literatura onde estão nomes da poesia e prosa, de reconhecida estirpe nacional. No Castelo de São Jorge.  Neste sábado, é a vez do Chefe José Avillez – Belcanto, fazer parte do espetáculo. A entrada custa 6€ e tem início às 16h00.

FADO: Fado é a cultura portuguesa. Impreterivelmente associado à nossa identidade, terá a oportunidade de ver Fernando Tordo, a cumprir 50 anos de carreira, num registo pouco habitual. Através de “Braguesa,Beiroas e Outras Amantes”, dá um concerto-viagem pelos cordofones. O música nascido em Lisboa, é conhecido por pertencer aos projetos Deltons e Sheiks, e pela participação, em 1973, no Festival da Canção. Na Escola de Dança e Música do Conservatório Nacional. Às 21h30, no auditório. Entradas custam 10€.

CONCERTOS: “As Damas de São Carlos” é um espetáculo da autoria do tenor Carlos Guilherme que se alia à voz da soprano Ana Franco e ao piano de Francisco Sassetti para interpretarem duetos líricos. No Cineteatro Municipal João Mota, em Sesimbra. Às 21h30. Bilhetes a 5€.

“Bossacucanova” é uma mistura de dois ritmos de geografia distante, mas com a mesma paixão e motivação. É a banda do trio composto por Alex Moreira (teclista), pelo DJ Marcelinho da Lua e por Márcio Menescal (baixista), onde misturam a bossa nova, estilo brasileiro e angolano, naquilo que caracterizam de “afro-samba”. Apresentam o quarto disco de originais, “Nossa Onda É Essa!”. No Espaço Brasil, no Lx – Factory. Bilhetes a 10€. Início às 22h00.

Indie by Night: Linda Martini + Peaches é a aposta do Ritz Clube, que assim apanha o embalo ganho a semana passada na festa de abertura para o IndieLisboa. Os Linda Martin comemoram dez anos de existência e aproveitam a ocasião para dar um concerto especial, dando uma dedicação total ao seu primeiro trabalho de originais, “Olhos de Mongol”. Para um final em grande estilo, a canadiana Peaches, uma rebelde da eletrónica em modo canção, dá por encerrada a noite. Para ver os portugueses a entrada custa 8€ e para ver a irreverente dj, a entrada fica-se pelos 5€.

Sérgio Godinho apresenta o seu novo álbum “Mútuo Consentimento”, num disco que teve a colaboração de nomes conhecidos do panorama nacional, como Bernardo Sassetti, Hélder Gonçalves dos Clã, António Serginho dos Foge Foge Bandido,  entre outros. Apresentação será feita em Portel, no Pavilhão Municipal. Às 21h30. Ainda não existem informações relativamente ao preço.

MÚSICA CLÁSSICA: Daniel Burlet e Sérgio Monteiro são pianistas e solistas dentro do mundo de Rachmaninoff. Na Casa de Mateus. Às 21h00 e a entrada é gratuita.

NOITE: Frank Roger + Tiago Fragateiro + Cardia. O DJ parisiense Franck Roger, que coloca o “french touch” ao serviço do house, vem mostrar o novíssimo “Extensions of Yesterday”. Tiago Fragateiro e Cardia completam o alinhamento da noite. No Ministerium Club, durante a madrugada. Ainda não há informação do preço.

Rui Vargas + Yen Sung + Kronic é a contraposta do Lux Frágil à noite da concorrência. No piso de cima, a residente Yen Sung recebe a visita de Kronic. No piso de baixo, é Rui Vargas quem se encarrega das batidas para o serão.

 

Domingo, dia 21

CONCERTOS: Num momento político extremamente difícil e delicado, os “Emsemble Al-Kindî” são provenientes da Síria e colocam, na Fundação e Museu Calouste Gulbenkian, uma aproximação aos portugueses das tradições musicais do Médio Oriente. Às 19h00, no Grande Auditório, venha assistir ao espetáculo dirigido por Julien Weiss, de nome “Músicas do Mundo: Perfumes Otomanos”. Bilhetes entre os 16€ e os 22€.

Pierre Aderne + Sara Tavares + Luiz Caracol vão atuar no Espaço Brasil, no Lx Factory. Num ambiente informal e bem intimista, este espetáculo vira tertúlia em palco. Pierre Aderne é um nome conhecido e uma lufada de ar fresco no que à Música Portuguesa Brasileira (MPB) diz respeito. Neste final de tarde, contará com a ajuda de Sara Tavares e Luiz Caracol, entre samba, fado e mornas. Entradas a 10€ e terá início às 21h00.

 

1 COMENTÁRIO