Início Bem Estar Operação à anca melhora o sexo

Operação à anca melhora o sexo

122
0
Operação à anca melhora o sexo

Se necessita de melhorar a sua vida sexual, considere arranjar uma nova anca ou um novo joelho!

 

A notícia foi divulgada num artigo da The Well Column, no The New York Times. Mary Ann Oklesson, editora de uma revista de Manhattan, sofria de dores devido à sua artrite, o que dificultava qualquer caminhada ou tipo de exercício…até mesmo entrar para dentro de um táxi. Também a sua vida sexual era bastante afetada pelos problemas na anca. Tudo mudou após a operação.

Mary Ann, que se encontra nos seus 60 e poucos anos de idade, afirmou que “o sexo era doloroso”, explicando “Tem que se ser mais cuidadoso. Se eu tinha que agarrar a minha perna para conseguir entrar num táxi, pode imaginar como seria o sexo. Não era tão ágil.” A operação consistiu na substituição de ambos os quadris há alguns anos atrás, o que levou a uma melhoria da sua qualidade de vida e, até mesmo, da sua vida amorosa.

Os investigadores já sabiam que a substituição dos quadris e dos joelhos melhorava a mobilidade e diminuía a dor, mas estudos recentes vêm agora mostrar que os benefícios também acontecem a nível sexual. Entre 147 pacientes que passaram por cirurgia para substituição de articulações em Nova Iorque e, de acordo com estudos apresentados na American Academy of Orthopedic Surgeons, a maioria afirmava que a artrite interferia nas suas vidas sexuais. Após a cirurgia, 81% desses pacientes afirmou que a sua atividade sexual aumentou. Muitos também relataram um aumento da libido, da resistência e da capacidade de atingir o clímax. Os benefícios foram observados essencialmente em pessoas com problemas nas ancas e em mulheres que sofriam desconforto durante as relações sexuais devido às enormes dores nas articulações.

Nas últimas décadas o número de cirurgias de substituição de quadris aumentou imenso, principalmente em mulheres que estão nos seus 45-65 anos, não essencialmente em senhoras na terceira idade.

Kenneth Weinberg, médico nas urgências de Nova Iorque, substituiu o seu quadril em Fevereiro e afirma já ter notado melhorias na sua vida social “Tenho imensos bons amigos na cidade. Adoro visitá-los, mas, antigamente, não me era possível.”. Recentemente, visitou algumas exposições com um amigo e confessou que “foi muito libertador”.

É natural que a dor tome conta da vida das pessoas, contribuindo para que a vontade de se envolverem, de saírem e de manterem uma vida ativa desapareça. Contudo, existe a possibilidade de dar a volta à situação…!