Início Notícias Os jantares de Natal mais saudáveis da Europa

Os jantares de Natal mais saudáveis da Europa

89
0
Os jantares de Natal mais saudáveis da Europa

Saiba quais são considerados os jantares tradicionais de Natal mais saudáveis da Europa.

Quando toca a celebrar a ceia natalícia, a comida é quase tão importante como ter a família reunida e esperar pelo Pai Natal. Mas decerto que a maioria das pessoas não para um minuto para se perguntar se o seu manjar festivo será a opção mais saudável. Quando muito, pensamos em quantas rabanadas podemos comer antes que se note nas ancas.

No entanto, a Lifesum, responsável pela aplicação para telemóvel que ajuda a contar calorias e a formular um plano de perda de peso, decidiu pôr as ceias natalícias dos vários países europeus à prova. A empresa conduziu um estudo, baseado em depoimentos de empregados das várias embaixadas em Londres sobre o tradicional jantar natalício do seu país, e formulou uma lista dos ementas mais e menos saudáveis.

Os jantares de Natal mais saudáveis da Europa

E enquanto a elaborada ementa servida em França, que inclui ostras, foie gras, 13 sobremesas e pão tradicional é surpreendentemente a mais saudável, não se pode dizer que os Britânicos irão ficar chocados por saber que o seu tradicional festim natalício é o menos saudável de todo o Velho Continente.

É esperado que cada súbdito de Sua Majestade consuma 7000 calorias no dia 25 de dezembro, quase o triplo do que seria normal para um adulto sedentário, devido ao famoso peru recheado assado no forno, rosbife, batatas assadas, pudim, entre outras iguarias, que resultam num total de 42% de gordura e 30% de açúcares.

Os jantares de Natal mais saudáveis da Europa

Para nós, Portugueses, no entanto, esta lista traz boas notícias, sendo que o tradicional bacalhau com batatas e couves é o quarto prato mais saudável das ceias tradicionais europeias, à frente de outros países do Sul como Espanha, que apenas fica em 13º lugar, e Itália, que ocupa o 15º. Curiosamente a Grécia, terra natal da famosa ‘dieta mediterrânica’, não consta da lista de 19 países.

Também nos primeiros cinco estão a Republica Checa, onde se serve sopa de peixe e uma salada de legumes fria, a Polónia, e a Áustria. Junto com a Grã-Bretanha e a Itália nos cinco piores lugares estão a Suíça, a Alemanha e a Irlanda.