Início Nutrição Razões para comer chocolate!

Razões para comer chocolate!

149
2
Razões para comer chocolate!

Confesse, sempre desejou ter uma boa desculpa para comer chocolate! Pois, hoje damos-lhe várias…

 

A principal razão por que tanto adoramos chocolate deve-se, como já abordado anteriormente (ver “Comida para mudar a disposição”), ao facto deste conter o mesmo neurotransmissor produzido pelo cérebro quando estamos apaixonados (feniletilamina), que ativa a libertação de dopamina, fazendo-nos sentir felizes.

Outro motivo que nos leva a consumir chocolate prende-se, provavelmente, com a nossa tentativa inconsciente de manter elevados os níveis de magnésio, um mineral que ajuda a combater o stress – apesar de esta teoria ainda apresentar poucas evidências nos estudos até hoje realizados.

Elphee Medici, dietista, afirma que existem também poucas provas de que o chocolate se torne realmente viciante a nível físico, referindo que “é mais provável que se deva à combinação sedutora do aroma, da doçura e da textura, e ao facto de a associarmos ao prazer proporcionado, que nos faz sentir que gostamos tanto dele”.

Resumindo, o chocolate sabe-nos muito bem e pode ser benéfico, mas deve escolher-se os tipos certos de chocolate, deve ser consumido à hora certa e nunca em exagero – a maioria dos especialistas de saúde aconselha, no máximo, 30g por dia (ou seis quadrados pequenos), referindo Cláudia Degáspari, engenheira dos alimentos, que “6 gramas diários (ou seja, um quadradinho) já seriam suficientes para melhorar a saúde”. Relativamente aos melhores horários para consumir chocolate, acredita-se que sejam de manhã e ao final da tarde, pois, segundo a nutricionista Fernanda Soares, “É quando ocorrem os picos de secreção de cortisol, a hormona do stress. Para se livrar dele, nada melhor que um pouco de chocolate amargo”. Eliete da Silva Bispo, engenheira dos alimentos, alerta ainda para o facto de que “quanto mais amargo o chocolate, maior a concentração de flavonóides, substâncias antioxidantes do cacau responsáveis pela proteção contra doenças” – seriam necessárias três tabletes de chocolate de leite para obter o efeito proporcionado por uma tablete de chocolate preto (o que equivale a muitas calorias, gordura e açúcar a mais!).

Vamos, então, listar alguns dos benefícios de que pode desfrutar ao consumir chocolate:

Razões para comer chocolate!

Combate o mau-humor

Parece que o simples ato de cheirar chocolate nos acalma! Investigadores da Universidade Middlesex, na Inglaterra, avaliaram a reação das pessoas em ambientes com diferentes odores e Neil Martin, professor de psicologia responsável pela investigação, revelou que “Ao sentir o aroma de chocolate, os participantes relataram menor stress e maior satisfação. Algumas atividades cerebrais relacionadas ao estado de alerta foram reduzidas”. Isto, já para não falar da feniletilamina, presente no cacau, que nos põe mais bem dispostos, e do magnésio, que regula o nosso humor.

Diminui a pressão arterial

Os flavonóides encontrados no cacau levam à produção de óxido nítrico, que estimula a dilatação dos vasos sanguíneos.

Uma análise a 850 participantes saudáveis descobriu que chocolates ricos em flavonóides (ou produtos com cacau) tinham um efeito pequeno, mas estatisticamente significativo na diminuição da pressão arterial num curto espaço de tempo.

Contribui para o bom funcionamento do cérebro

Um estudo do ano passado, publicado na revista Hypertension, descobriu que uma caneca de cacau pode ser benéfica para um cérebro em envelhecimento – nesse estudo, os idosos que receberam bebidas achocolatadas com uma alta quantidade de flavonóides, obtiveram melhoras a nível de exercício cerebral após 8 semanas.

Afinal, não causa borbulhas!

Elphee Medici refere que não é mais que um mito, acrescentando que “não existem alimentos que causem acne, apesar de haver algumas evidências de que uma alimentação não saudável (rica em hidratos de carbono refinados, pobre em frutas e vegetais), possa ser um fator”. Ironicamente, o chocolate (tanto o preto como o de leite) possui um baixo índice glicémico, levando a efeitos mais favoráveis a nível da insulina e açúcar no sangue (e, provavelmente, para a sua pele!), comparativamente com outros alimentos, como bebidas doces ou marshmallows.

Pode proteger de ataques cardíacos

O chocolate é rico em gordura saturada, mas o tipo de gordura saturada presenta na manteiga de cacau não eleva o colesterol, como os outros tipos. Um estudo da Universidade de Cambridge descobriu que as pessoas que consumiam mais chocolate corriam menos 37% de risco de sofrer de doenças cardíacas e menos 29% de risco de sofrer um ataque cardíaco, comparativamente com os que consumiam menos chocolate. Contudo, Oscar Franco, autor do estudo, relembra que “apesar do chocolate ser benéfico, deve ser consumido de modo moderado, não em grandes quantidades”.

Faz bem aos ossos

Aqui vem uma notícia boa para quem não é apreciador de chocolate negro: quanto menos rico em cacau for o chocolate que consumir, melhor para os seus ossos, pois contará como produto derivado de leite, que contribui para fortalecer os seus ossos.

Uma tablete pequena (50g) de chocolate branco contém um sexto do valor de cálcio recomendado diariamente e o mesmo tamanho de uma tablete de chocolate de leite contém apenas um pouco menos.

Combate a TPM

Razões para comer chocolate!

Elisabeth Morray, psicóloga clínica, afirma que “o chocolate contém magnésio, que pode ajudar a aliviar as dores menstruais e a aumentar a energia”. A psicóloga relembra também que, para melhor usufruir dos benefícios do chocolate, este deve ser consumido em pequenas quantidades.

Pode aumentar os níveis de proteção contra o cancro

Um grupo de investigadores espanhóis estudou alguns roedores que seguiram uma dieta composta por 12% de cacau e descobriram que este protegia contra o cancro do cólon.

Trata-se de uma grande quantidade de cacau e o estudo foi realizado em animais, mas os investigadores acreditam que os efeitos no ser humano sejam semelhantes.

Gertraud Maskarinec, do Centro de Investigação de Cancro da Universidade do Havai, refere que “os produtos de cacau, quando ingeridos de forma moderada, oferecem fortes efeitos antioxidantes em combinação com uma experiência bastante agradável”.

Pode ajudar a combater a fadiga crónica

Um pequeno estudo a 10 pacientes com fadiga crónica, desenvolvido pela Hull York Medical School, observou que aqueles a quem se deu 45g de chocolate 85% cacau diariamente apresentaram menos fadiga, ansiedade e depressão, comparativamente com aqueles que consumiram chocolate placebo com poucos antioxidantes. Contudo, os investigadores afirmam que esta teoria necessita de mais estudos para que possa ser confirmada.

Diminui a ameaça de pré-eclampsia

Durante a gravidez, 5% das mulheres sofre de pré-eclampsia (doença caracterizada por hipertensão arterial e grandes quantidades de proteínas na urina). A  Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, desenvolveu um estudo no qual revelou que as grávidas que consumiram menos chocolate desenvolveram a doença. Nelson Sass, obstetra da Universidade Federal de São Paulo, afirma que “é possível que o chocolate amargo interfira no processo inflamatório”, acrescentando que, no entanto, são necessários mais estudos que comprovem a teoria.

Atenua a cirrose hepática

O chocolate negro reduz a pressão arterial na zona abdominal. Se a pressão atingir valores demasiado elevados pode ser muito perigoso para pacientes com cirrose. Mário Guimarães Pessoa, hepatologista e vice- presidente da Sociedade Brasileira de Hepatologia, explica que que o efeito do chocolate “ocorre rapidamente, apenas 30 minutos após a ingestão”. O chocolate branco não origina tais benefícios, uma vez que estes se devem também aos flavonóides (presentes, principalmente, no chocolate amargo).

Previne AVC

Estudos desenvolvidos pela Universidade McMaster, no Canadá, vieram mostrar que comer chocolate, pelo menos uma vez por semana, reduz o risco de derrame cerebral (AVC) e acelera a recuperação de pacientes que tiveram acidentes isquémicos transitórios (AIT). Uma das investigações avaliou 44 mil pessoas e observou que as que consumiram mais chocolate por semana sofriam 22% menos o risco de sofrer um AVC. A médica Sarah Sahib, coordenadora da investigação, explicou que “tudo indica que, mais uma vez, o benefício se deve aos flavonóides, que são antioxidantes e conseguem dilatar os vasos sanguíneos”.

Apesar dos especialistas afirmarem que ainda muitos estudos devem ser feitos para que muitas destas teorias sejam novamente comprovadas e finalmente aceites, uma coisa é certa: comer chocolate com moderação traz benefícios, por isso, que tal aproveitar para desfrutar?

 

Fontes:

  • The Mirror – “Hurrah! 10 great reasons to carry on scoffing chocolate”
  • Revista Saúde – “8 ótimos motivos para comer chocolate”

2 COMENTÁRIOS