Início Saúde Nutrição Ervas e especiarias para uma vida saudável

Ervas e especiarias para uma vida saudável

283
0
Ervas e especiarias para uma vida saudável

Conheça os benefícios que as ervas aromáticas e as especiarias podem ter na sua saúde

 

Um estudo sobre nutrição, desenvolvido pela Universidade de Georgia, e publicado no Journal of Medecinal Food, revelou que, para além de ricas em antioxidantes, as ervas e as especiarias são também grandes inibidores dos danos causados nos tecidos celulares devido aos altos níveis de açúcares no sangue.

Esta investigação, que testou extractos de 24 ervas e especiarias comuns, descobriu elevados níveis de fenóis (compostos ricos em antioxidantes) e uma correlação direta entre estes e a capacidade dos extractos bloquearem a formação de compostos que contribuem para os danos causados pela diabetes e pelo envelhecimento.

James Hargrove, coautor do estudo e professor associado de Dieta e Nutrição na UGA College of Family and Consumer Sciences, afirma que “porque as ervas e especiarias têm um baixo teor calórico e são relativamente baratas, são uma excelente forma de introduzir muitos antioxidantes e elementos anti-inflamatórios na sua alimentação”. O investigador explicou que quando os níveis de açúcar no sangue são elevados, dá-se a glicação proteica, um processo no qual os açúcares se ligam às proteínas, formando PFGA ou AGEs, produtos finais de glicação avançada – compostos que ativam o sistema imunitário, levando a inflamação e a danos nos tecidos devido ao envelhecimento e à diabetes.

Os investigadores também observaram uma correlação forte e direta entre o teor de fenol nas ervas e especiarias comuns e a sua capacidade de inibir a formação dos compostos PFGA. Constatou-se que o cravinho e a canela apresentam níveis de fenol que rondam os 30% e os 18%, respetivamente, enquanto o orégão e a salva apresentam 8% e 6%. Foi também possível observar que os mirtilos, tão conhecidos pelas suas capacidades antioxidantes, apenas possuem 5% de fenol.

De acordo com Diane Hartle, coautora do estudo e professora associada da UGA College of Pharmacy, existem diversas formas de os fenóis serem absorvidos pelo corpo e também estes têm diferentes mecanismos de ação, sendo provável que, de modo a obter mais benefícios, o ideal seja ingerir uma grande variedade de especiarias diferentes. A investigadora aconselha “se montar uma pequena horta de especiarias e ervas, mesmo no interior de casa, e temperar a sua comida regularmente e com criatividade, poderá duplicar ou triplicar o valor medicinal da refeição sem aumentar o valor calórico”.

Hartle afirma ainda que o risco de doenças cardiovasculares associadas à diabetes e ao envelhecimento pode ser reduzido, controlando os níveis de açúcar no sangue e a formação de compostos PFGA através da nutrição.

Estudos realizados em animais de laboratório já comprovaram a teoria dos investigadores. Por exemplo, a canela e extratos de canela conseguiram reduzir os níveis de açúcar nos ratos. Diane Hartle acrescenta que “As ervas e especiarias são geralmente reconhecidas como saudáveis e seguras e foram introduzidas na nutrição humana há já milhares de anos. De facto, algumas destas ervas são agora vendidas como suplementos devido aos seus benefícios para a saúde”.

Phillip Greenspan, também coautor do estudo e Professor de Nutrição e Dieta Alimentar do College of Pharmacy, recomenda que seja utilizada uma variedade de ervas e especiarias, de modo a aumentar o valor nutricional das suas refeições, afirmando que “ao acrescentar ervas e especiarias à sua dieta, estará a introduzir vários benefícios à alimentação para além do gosto”.

Mas há mais! As ervas aromáticas e as especiarias também contribuem para o alívio de algumas indisposições…

Ervas e especiarias para uma vida saudável

Digestões difíceis

ANETO

Contém poderosos ativos carminativos – capazes de reduzir os gases intestinais.

Tome-o em infusão: deite um pezinho em 250ml de água a ferver, deixe repousar uns minutos com o lume apagado, retire o ramo e beba quente.

ESTRAGÃO

Tem propriedades digestivas e antigases.

Tome-o em infusão após as refeições: deixe repousar algumas folhas numa chávena de água a ferver, durante 15 minutos, coe e beba.

ZIMBRO

Estas bagas são carminativas (antigases), digestivas e antiespasmódicas.

Pode tomá-las em cura, começando com quatro bagas no primeiro dia e aumentando uma por dia durante 12 dias. Os óleos essenciais, a saponina e os taninos presentes nesta erva facilitam a digestão. Use-a à mesa ou beba antes da refeição uma infusão feita com 20g de folhas fervidas em meio litro de água durante dez minutos.

COENTROS

Se beber após a refeição, melhoram a sensação de enfartamento.

Ferva uma colher de chá de grãos em 250ml de água durante três minutos, deixe repousar dez e coe.

Fadiga

LOURO

Para reforçar as defesas do organismo, desfaça 80g de bagas e folhas de louro num litro de água fria e deixe repousar durante dois dias. Depois, deite numa banheira com água quente, a uma temperatura não superior a 37°C, para um banho de imersão.

TOMILHO

Ajuda o organismo a lutar contra o cansaço e a anemia.

Tome um banho de imersão temperado com tomilho (40g de folhas colocadas ao lume em água fria e cozidas em lume brando durante 30 minutos).

SALSA

A salsa é bastante estimulante (graças sua à vitamina C) e antianemia, devido ao seu alto teor em ferro.

Faça uma infusão com duas colheres de folhas frescas numa chávena de água a ferver, três vezes ao dia.

PAPRIKA

Grande fonte de vitamina C, o que ajuda a combater a fadiga.

Utilize-a para temperar tudo aquilo de que se lembrar: sopas, omeletes, etc.

Pernas pesadas

SALSA

A salsa é diurética e drenante devido ao elevado teor de potássio, o que contribui para a eliminação de água e toxinas retidas nos tecidos.

Beba a seguinte infusão ao longo do dia, fora das refeições: 20g de salsa em quatro chávenas de água a ferver, 15 minutos de repouso e coe.

ZIMBRO

Ajuda a diminuir o inchaço das pernas devido às suas ações descongestionante do sistema linfático e venoso e estimulante da circulação.

Beba a seguinte infusão ao longo do dia: uma colher de chá de bagas fervidas durante cinco minutos em 250ml de água, deixe repousar dez minutos e coe.

Stress

MANJERICÃO

Esta erva acalma e relaxa.

Inclua-a diariamente na sua alimentação ou tome, antes de dormir, uma chávena de uma infusão feita com 25g de folhas fervidas durante dez minutos em meio litro de água.

Intestinos frágeis

CURCUMA

Possui uma ação anti-inflamatória que favorece a produção de muco gástrico, útil em casos de cólon irritado.

Devido ao seu sabor relativamente neutro, pode polvilhá-lo em sopas, saladas, estufados, arroz, massas, etc.

ROSMANINHO/ALECRIM

Devido aos seus poderes analgésicos, antiespasmódicos e antibacterianos, ajuda a aliviar intestinos irritados.

Faça uma infusão com uma colher de chá de folhas para uma chávena de água a ferver, deixe dez minutos, coe e beba após as refeições.

Constipações

ALHO

Possui alicina, um composto responsável pelos seus benefícios medicinais, como, por exemplo, conferir propriedades anti-sépticas (em especial a nível pulmonar). Tem também uma ação fluidificante das secreções, útil quando se tem o nariz entupido e os brônquios congestionados.

O ideal é comê-lo cru, picado – dois dentes por dia.

ZIMBRO

Para ajudar a desentupir o nariz, deite 60g de bagas esmagadas num litro de água a ferver e inale durante dez minutos, três vezes por dia.

TOMILHO

Esta erva pode ajudar resolver o problema de ter o nariz a pingar. Para isso, beba três vezes por dia, entre as refeições, uma chávena de uma infusão feita com 40g da planta.

 

Fontes:

  • Alimentação Saudável – “Especiarias e Ervas protegem das consequências dos elevados índices de açúcar no sangue”
  • Activa – “Ervas e condimentos que fazem bem à nossa saúde”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui