Início Saúde Bem Estar Fazer sexo com regularidade preserva a juventude

Fazer sexo com regularidade preserva a juventude

185
0

Estudo Americano revela que satisfação sexual é um dos principais contribuintes para a qualidade de vida

 

Vários especialistas alegam que ter uma vida sexual ativa ajuda as pessoas a manterem a aparência jovem por muito mais tempo. Uma pesquisa do Dr. David Weeks, um psicólogo americano, mostra que homens e mulheres mais velhos com uma vida sexual ativa podem parecer entre cinco e sete anos mais jovens do que a sua idade real. Devido a isto, Weeks salienta a importância de que as pessoas estejam cientes dos ‘benefícios de uma vida amorosa saudável’.Fazer sexo com regularidade preserva a juventude

Para chegar a estas conclusões, o psicólogo passou cerca de dez anos a interrogar homens e mulheres de todas as idades. No grupo de 40 a 50 anos, os que pareciam mais jovens do que a sua idade afirmaram ter sexo uma média de 50 por cento a mais, o que equivale a três vezes por semana, ao invés de duas vezes. O psicólogo adianta que o prazer derivado do sexo é ‘um fator crucial’ para as pessoas preservarem a sua juventude. Para além disto, é importante o papel que a Biologia desempenha visto que o sexo liberta endorfinas, substâncias químicas naturais que fazem com que o nosso corpo se sinta bem. Estas agem como analgésicos naturais, aliviando o stress e melhorando a qualidade do sono. Por outro lado, o exercício que é feito durante a relação sexual aumenta a circulação. Isto traz muitos benefícios: dá um brilho saudável à pele; ajuda a queimar gordura e é importante para o coração. Mas os benefícios não se ficam por aqui: uma pesquisa britânica mostra que o ato sexual regular reduz, para metade, as chances de morte prematura.

Na sua pesquisa, Weeks revela que a hormona do crescimento humano também é libertada pelo ato sexual e pode ajudar a manter a pele elástica e, desta forma, menos propensa a enrugar. O pesquisador, de 59 anos, deixa a sua mensagem: ‘Fazer amor é bom’. Na conferência em que vai estar presente, em Colchester, Essex, o pesquisador vai defender que as pessoas devem ser sexualmente e fisicamente ativas durante toda a vida. O mesmo adianta que o estereótipo de que as pessoas deixam de fazer sexo com a idade deve ser combatido, visto que ‘a satisfação sexual  é um dos principais contribuintes para a qualidade de vida’. O mesmo defende que ‘a sexualidade não é, definitivamente, a prerrogativa de jovens e nem deve ser.’

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui